sicnot

Perfil

País

Governo quer atrair mais 20 mil jovens para o ensino superior

O ministro do Ensino Superior afirmou hoje que o Governo pretende atrair mais 20 mil estudantes para o ensino superior, nível de ensino frequentado por um em cada três jovens de 20 anos.

(arquivo)

(arquivo)

ASSOCIATED PRESS

"Portugal não tem instituições a mais, tem estudantes a menos. É verdade que nos últimos 20 anos crescemos muito, mas ainda só temos cerca de um em cada três jovens de 20 anos no ensino superior", afirmou Manuel Heitor, nas jornadas parlamentares do Partido Socialista que decorrem em Ponta Delgada, nos Açores.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior declarou que o executivo liderado por António Costa está a "promover o ensino politécnico de uma forma que possa, efetivamente, alargar a base social do ensino superior".

Segundo o governante, o objetivo é, "no prazo desta legislatura, atrair mais 20 mil jovens para o ensino superior" e, por isso, consagrando, "também, as formações curtas de âmbito superior, à semelhança do que muitas outras zonas na Europa já o tinham feito".

Questionado pelos jornalistas de que forma o Governo vai alcançar aquela meta, Manuel Heitor salientou que o principal "desafio é garantir que todos aqueles miúdos e jovens que aos 15 anos optam pelo ensino profissional podem também vir a seguir uma via do ensino superior".

"Nós hoje temos muitos jovens que abandonam os estudos após o ensino profissional", declarou, considerando que é aqui que se tem de "tentar atrair e mostrar que estudar vale a pena".

O ministro acrescentou estar em curso uma decisão do Conselho de Ministros, após uma audição com o Conselho de Reitores e com todos os politécnicos, para garantir que "os cursos técnicos superiores profissionais são diplomas de ensino superior e, assim, também, facilitar a mobilidade social através do ensino superior, sobretudo via os cursos técnicos superiores profissionais".

As jornadas parlamentares do PS, que se realizam no Teatro Micaelense, têm como tema "Autonomia, fator de desenvolvimento".

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.