sicnot

Perfil

País

Quatro dos 17 detidos na Operação Roda Viva proibidos de exercer atividade

Quatro dos 17 detidos na operação Roda Viva, que investiga suspeitas de fraude nas inspeções automóveis, estão proibidos de exercer atividade e de contactos. Durante a operação, da Unidade Nacional de Combate a Corrtpção da Polícia Judiciária, foram constituídos 20 arguidos, mas apenas 17 foram detidos e levados ao juiz de instrução. Entre os detidos há um inspetor e dois seguranças da Polícia Judiciária, um agente da PSP e um cabo reformado da GNR.

(Arquivo/SIC)

(Arquivo/SIC)

O esquema montado na zona da Grande Lisboa envolvia funcionários, proprietários de oficinas e centros de inspeção que recebiam dinheiro para emitirem ilegalmente certificados de inspeção. Os 17 arguidos foram presentes ao Tribunal de Instrução Criminal. O Ministério Público pediu prisão preventiva para quatro deles, mas o juiz decidiu-se pela proibição de contactos e de exercerem a atividade profissional.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.