sicnot

Perfil

País

Quatro dos 17 detidos na Operação Roda Viva proibidos de exercer atividade

Quatro dos 17 detidos na operação Roda Viva, que investiga suspeitas de fraude nas inspeções automóveis, estão proibidos de exercer atividade e de contactos. Durante a operação, da Unidade Nacional de Combate a Corrtpção da Polícia Judiciária, foram constituídos 20 arguidos, mas apenas 17 foram detidos e levados ao juiz de instrução. Entre os detidos há um inspetor e dois seguranças da Polícia Judiciária, um agente da PSP e um cabo reformado da GNR.

(Arquivo/SIC)

(Arquivo/SIC)

O esquema montado na zona da Grande Lisboa envolvia funcionários, proprietários de oficinas e centros de inspeção que recebiam dinheiro para emitirem ilegalmente certificados de inspeção. Os 17 arguidos foram presentes ao Tribunal de Instrução Criminal. O Ministério Público pediu prisão preventiva para quatro deles, mas o juiz decidiu-se pela proibição de contactos e de exercerem a atividade profissional.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras