sicnot

Perfil

País

Homem condenado a dois anos e 10 meses de prisão com pena suspensa por agredir pais

O Tribunal de Vila Nova de Gaia condenou um homem a dois anos e 10 meses de prisão, suspensa na sua execução, por agredir física e verbalmente os seus pais, já idosos, adiantou a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

(Arquivo/SIC)

(Arquivo/SIC)

O arguido, de 21 anos, que residia com os pais em Vilar do Paraíso, em Gaia, ficou ainda sujeito à obrigação de frequência de programas específicos de prevenção da violência doméstica, frisou.

De acordo com informação da PGD, o tribunal deu como provado que o arguido socou e pontapeou os pais porque estes não atendiam aos seus desejos, rebentou a pontapé portas de divisões da casa onde estes se escondiam e continuou a atormenta-los, mesmo depois de ter sido expulso da habitação pelos progenitores.

O homem vivia com e por conta dos pais e, entre 2011 até 27 de novembro de 2015, data em que foi detido e submetido a prisão preventiva -- medida de coação mais gravosa -- protagonizou contra eles vários episódios de violência física e verbal, sustentou.

Contudo, a ausência de antecedentes criminais, a confissão parcial dos factos, o arrependimento que revelou, a ocupação laboral que teve enquanto cumpriu pena de prisão e o relacionamento cordato que passou a manter com o seu pai foram determinantes para a suspensão da pena, acrescentou a Procuradoria.

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • Sporting critica decisão sobre vouchers antes do dérbi
    2:11

    Desporto

    A pouco mais de 24 horas do dérbi, o polémico caso dos vouchers volta a abalar as relações entre o Sporting e o Benfica. Os "leões" dizem que é falso que a UEFA tenha rejeitado a queixa contra as águias. O Comité Disciplinar do organismo europeu do futebol considerou que não há qualquer ato ilícito nas ofertas dos encarnados a árbitros.Mas para o diretor de comunicação do Sporting, a UEFA decidiu apenas não avançar com um processo porque está em curso uma investigação em Portugal.