sicnot

Perfil

País

Mãe de crianças retiradas pelo Tribunal de Cascais vai ser recebida no Instituto Segurança Social

Ana Vilma Maximiano, em greve de fome por o Tribunal de Menores e Família de Cascais lhe ter retirado a guarda de duas filhas, reúne-se, na quarta-feira, com responsáveis do Instituto de Segurança Social (ISS), para analisar o seu caso.

A informação foi avançada à agência Lusa pelo advogado de Ana Vilma Maximiano, que cumpre hoje o 14.º dia de greve de fome.

Gameiro Fernandes acrescentou que a sua constituinte foi recebida, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, por um assessor de um secretário de Estado que manifestou "estranheza por toda a situação, tendo agendado uma reunião com o ISS".

O advogado referiu que em causa neste processo está a decisão da juíza Helena Leitão e da procuradora da República Margarida Pereira da Silva, do Tribunal de Família e Menores de Cascais, que no passado dia 07 prorrogaram, por mais seis meses, a guarda das duas crianças, de três e dois anos, ao pai, tendo este sido condenado por violência doméstica.

Em março passado, o pai das crianças fora condenado a dois anos e meio de prisão, suspensa por igual período, por violência doméstica sobre a mãe das filhas, e, como medida acessória, proibido de se aproximar da mãe das filhas num raio de 500 metros, durante um ano.

Na base da prorrogação da entrega das crianças ao pai terá estado, segundo o advogado, o facto de a juíza Helena Leitão ter alegado a falta de um relatório das técnicas do ISS de Cascais-Oeiras que estava no tribunal mas não estava disponível no Citius.

"Um relatório no qual as técnicas da equipa de Oeiras-Cascais do ISS também não referem a condenação do pai, por violência doméstica sobre a mãe das crianças, nem a proibição aa medida acessória", sublinhou Gameiro Fernandes.

Na segunda-feira, Gameiro Fernandes entregou, no Tribunal da Relação de Lisboa, uma queixa-crime contra a juíza Helena Leitão e a procuradora Margarida Pereira da Silva por abuso de poder, denegação de justiça e colocação e exposição de menores em risco. Apresentou ainda um requerimento, no Tribunal de Família e Menores de Cascais, com um pedido de incidente de suspeição da juíza Helena Leitão.

Ao longo dos 14 dias em greve de fome, Ana Vilma Maximiano já se manifestou frente aos conselhos superiores da Magistratura e do Ministério Público, Ministério da Justiça, Palácio de Belém e residência oficial do primeiro-ministro.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.