sicnot

Perfil

País

Casos de mães que matam os filhos

Casos de mães que matam os filhos

Nos últimos tempos têm ocorrido muitos casos de mães que matam os filhos. Há pouco mais de uma semana, uma mulher de 37 anos atirou-se da ponte sobre o rio Cávado com o filho de seis anos. A mãe de Barcelos foi resgatada, mas a criança foi encontrada morta no dia a seguir. Em fevereiro, Sónia Lima entrou no Tejo com as duas filhas, que morreram afogadas. O Tribunal do Porto condenou a oito anos e três meses de prisão a mulher que em 2009 se atirou da Ponte D. Luís com o filho. Novamente, a mãe foi salva e a criança morreu. Em fevereiro de 2013, uma professora de artes visuais matou os dois filhos de 12 e 13 anos com ansiolíticos.

  • Mulher que se atirou com o filho para o rio Cávado apresentava sinais de depressão
    2:14

    País

    A mulher que atirou o filho para a morte já tinha tentado fazê-lo antes. Há menos de uma semana, Susana Pereira quis saltar da ponte medieval de Barcelos com os dois filhos mas foi travada por populares. Os psicólogos dizem que nestes casos é preciso analisar a pessoa e o contexto familiar para tentar encontrar uma explicação para um ato que parece sempre inexplicável.

  • Menores arrastados para a morte
    2:00

    País

    A Polícia Judiciária está a investigar o caso da mulher que alegadamente se atirou ao rio em Barcelos com um filho ao colo. Recentemente registaram-se outros casos de mães que procuraram pôr termo à vida, juntamente com os filhos. Um deles, aconteceu em Caxias, no passado mês de fevereiro.

  • França vence o Peru e apura-se para os oitavos de final do Mundial

    Mundial 2018 / França

    A França venceu o Peru num encontro da 2.ª jornada do grupo C do Mundial 2018. Aos 34 minutos, Pogba passou para Giroud na esquerda, que tentou de pronto o remate, mas a bola saiu prensada por um defesa e chegou até à boca da baliza, onde apareceu Mbappé que praticamente só tem que encostar para pôr a França em vantagem no marcador. Ainda na primeira parte, Lucas Hernández tentou, por duas vezes consecutivas, marcar o segundo golo da França. Na segunda parte, o peruano Farfán ainda rematou várias vezes à baliza de Hugo Lloris, mas sem êxito.

  • Colisão mortal no IC1 perto da Marateca
    1:51
  • Portugal e Espanha empatados em tudo... menos nos amarelos
    1:42
  • Fase de grupos é o "momento mais crítico", diz Fernando Santos
    0:21