sicnot

Perfil

País

Secretário de Estado prescinde do subsídio de alojamento para preservar imagem

Secretário de Estado prescinde do subsídio de alojamento para preservar imagem

O secretário de Estado do Ambiente vai prescindir do subsídio de alojamento que recebe, apesar de viver a apenas 20 quilómetros de Lisboa. Carlos Martins diz que não o faz por ser ilegal, mas sim para preservar a própria imagem e a do Governo. A atribuição do subsídio de alojamento está prevista para governantes que moram a mais de 150 quilómetro de Lisboa. A residência permanente de Carlos Martins é em Tavira, mas o secretário de Estado vive em Cascais.