sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje, no continente, céu pouco nublado ou limpo, aumentando temporariamente para céu geralmente limpo, apresentando-se por vezes muito nublado no litoral norte e centro até ao meio da manhã e para o final do dia.

Está também previsto vento em geral fraco do quadrante norte, soprando moderado a forte no litoral a sul do cabo Raso e nas terras altas, com rajadas até 60 quilómetros por hora, em especial a partir da tarde, neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais do litoral a norte do cabo Raso e pequena descida de temperatura nas regiões do interior.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, vento fraco a moderado de norte, soprando por vezes forte nas terras altas até ao início da manhã e para o final do dia.

Para os Açores, a previsão aponta para períodos de céu muito nublado com abertas, aguaceiros fracos e vento fraco a bonançoso.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 16 e 25 graus celsius, no Porto entre 14 e 21, em Vila Real entre 14 e 27, em Viseu entre 14 e 26, em Bragança entre 14 e 30, na Guarda entre 13 e 25, em Coimbra entre 13 e 25, em Castelo Branco entre 17 e 32, em Santarém entre 15 e 28, em Évora entre 14 e 33, em Beja entre 14 e 32, em Faro entre 19 e 32, no Funchal entre 18 e 25, em Ponta Delgada entre 19 e 23, na Horta entre 19 e 24 e em Santa Cruz das Flores entre 18 e 24.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC