sicnot

Perfil

País

Constitucional confirma irregularidades nas contas de 14 partidos em 2012

O Tribunal Constitucional (TC) detetou irregularidades nas contas de 14 partidos políticos relativas a 2012, incluindo pagamentos em dinheiro acima do limite legal no PCP e uma sobreavaliação de rendimentos no PS.

(Arquivo SIC)

(Arquivo SIC)

No acórdão 420/2016, de 27 de junho, a que a Agência Lusa teve acesso, o Tribunal Constitucional declarou julgadas sem qualquer irregularidade apenas as contas do Partido Humanista, do POUS e do Portugal Pró Vida.

Uma das principais observações do TC é a falta de elementos na organização contabilística partidária, que torna difícil ou mesmo impossível confirmar que os partidos cumpriram as regras do financiamento político.

Por exemplo, nas contas do PSD o TC conclui pela "impossibilidade de confirmar que todas as ações desenvolvidas pelas estruturas do partido foram refletidas nas contas" e admite a existência de "gastos e rendimentos eventualmente não refletidos contabilisticamente".

A "incerteza quanto à natureza" do item "outras contas a receber" no balanço entregue pelo partido é outra irregularidade deste tipo apontada ao PSD.

Nas contas do PS, o TC apontou a "sobreavaliação de rendimentos" devido ao registo incorreto de um perdão de dívidas de quotas dos filiados, no total de 2.472.689 euros, abrangendo anos anteriores.

O TC considerou que o tratamento contabilístico adotado na sequência do perdão em causa "não foi adequado" e que resultou numa "sobreavaliação dos resultados de 2012" no montante do valor das quotas perdoadas.

O TC classificou também como irregular uma doação de estruturas para `outdoors´, avaliadas em 20 mil euros, ultrapassando o valor permitido por lei para uma doação singular, de 10.480 euros (25 SMN). O PS alegou que se tratou de uma doação de um conjunto de militantes mas não entregou documentos que o comprovassem.

A lista de irregularidades das contas do PCP inclui "pagamentos e recebimentos em numerário" por montantes superiores aos admitidos legalmente.

No conjunto dos pagamentos de despesas em numerário, no total de 174.695 euros, encontram-se vários pagamentos em dinheiro superiores a 419 euros (limite legal), sendo que mesmo o valor total permitido para este tipo de pagamentos foi ultrapassado. Por outro lado, foram também obtidas receitas em numerário no total de 97.266 euros.

Nas contas do PCP, o TC verificou empréstimos particulares, totalizando 29.760 euros, o que configura "financiamento em condições mais favoráveis que as de mercado", sem pagamento de juros nem prazos de amortização.

O PCP alegou que "são situações de mútuos gratuitos": "O PCP não foi ao mercado obter empréstimos pelo que não tem nada que se ater às regras gerais da atividade dos mercados financeiros e esses militantes não cobram juros nem praticam regras de mercado".

Nas contas do BE e do PEV, o TC encontrou valores que os dois partidos alegam serem provenientes da contribuição de eleitos mas que aparecem nas respetivas contas como transferências diretas de câmaras municipais, o que não é admitido pela lei.

No caso do PEV, há um valor de 152 euros com origem na Câmara Municipal da Moita e outro de 134 euros, da câmara municipal de Lisboa. Quanto ao BE, há um cheque de 244 euros passado também em nome da câmara da Moita, que o BE justificou tratar-se de um donativo de um eleito do partido, admitindo que "não é o método ideal".

A par do BE, o CDS-PP é o partido com representação parlamentar que tem menos irregularidades contabilísticas. O TC apontou "gastos registados na contabilidade mas não na lista de meios" nos montantes de 5.700 euros em trabalhos de audiovisual, 31.912 euros em publicidade e propaganda e ainda 16.180 euros em despesas de representação.

O partido alegou que as despesas se reportam ao grupo parlamentar da Madeira mas o TC invocou que a auditoria às contas mostra que a maioria daquelas despesas "diz claramente respeito a atividades do partido" tais como o congresso da juventude popular, almoços comemorativos e outras despesas partidárias.

"A separação levada a cabo pelo CDS-PP entre despesas parlamentares e partidárias carece de rigor e fundamentos objetivos", conclui o TC, dando por verificada uma "distorção financeira que viola claramente, no mínimo, o dever de organização contabilística".

Há uma irregularidade que é comum a todos os partidos com representação parlamentar na Assembleia da República e nas Assembleias regionais, que resulta de alterações legislativas sucessivas em matéria de subvenções parlamentares - a integração nas contas partidárias das subvenções parlamentares regionais.

Os partidos continuam a incluir nas contas anuais os valores das subvenções atribuídas aos grupos parlamentares das regiões e o TC mantém que, no que respeita a 2012, apenas lhe compete fiscalizar a regularidade das contas dos partidos.

Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC