sicnot

Perfil

País

Redes sociais são a principal fonte de notícias para cada vez mais pessoas

O diretor do OberCom afirmou hoje que há uma mudança do padrão de consumo de notícias em Portugal, baseando-se num estudo que mostra que as redes sociais são a principal fonte de notícias para cada vez mais pessoas.

© Rick Wilking / Reuters

O Instituto Reuters para o Estudo do Jornalismo apresentou hoje, em Lisboa, o Digital News Report, um inquérito aplicado em 26 países, entre os quais Portugal, para comparar hábitos de consumo de notícias no mundo, e que contou no país com a participação do OberCom - Observatório da Comunicação, enquanto parceiro estratégico para a análise da situação portuguesa.

"Assistimos a um crescimento muito grande do número de pessoas que buscam notícias nas redes sociais, em particular no Facebook, isso também ligado ao aumento da utilização de telemóveis e de ecrãs mais pequenos. Estamos a passar de uma descida de utilização de notícias em computador, de secretária ou computador portátil, para o consumo de notícias em smartphones", apontou o diretor do OberCom, Gustavo Cardoso.

Os dados chave para Portugal mostram que os media sociais estão a ganhar peso nos hábitos noticiosos dos portugueses, sendo que 15,9% dizem ser esta a sua principal fonte de notícias, o que representa um aumento de 4,1% face a 2015.

Apesar de utilizarem cada vez mais as redes sociais para aceder a notícias, os portugueses ainda não fazem deste recurso a sua principal forma de acesso, continuando a televisão a ser um pilar fundamental no seu quotidiano informativo, ao ser utilizada por 52,5% dos inquiridos, menos 2,5% em termos homólogos.

A Internet surge em segundo lugar, com 34,7%, o que corresponde a uma subida de 1,7% face a 2015.

"Somos um país de televisão para a consulta de notícias, depois somos um país de imprensa e de escrita, mas a internet e as redes sociais vieram baralhar um pouco aquilo que era tradicionalmente a lógica daquilo que era a nossa relação com as notícias", disse.

No que diz respeito às redes sociais mais utilizadas, o Facebook é usado por 62,7% dos inquiridos para a consulta de notícias, seguido da plataforma de Youtube, que ainda assim viu a sua percentagem de utilizadores a cair quase 10 pontos percentuais entre 2015 e 2016.

Gustavo Cardoso apontou ainda algumas curiosidades sobre a situação de Portugal.

"O nosso grupo devia ser o dos países do sul da Europa, nomeadamente ao nível da confiança nas notícias, nas empresas produtoras de notícias e nos jornalistas. E aquilo que verificamos é que somos muito diferentes de Espanha, França e Itália e estamos muito mais próximos da Escandinávia em termos do nível de confiança de notícias", disse.

Por exemplo, o nível de confiança "é muito mais parecido com o de países como a Suécia do que do de países como a Espanha", sendo mais elevado do que nos países do sul.

Mas também no caso do pagamento de notícias 'online' o padrão português está mais próximo do de alguns países do norte, como o Reino Unido, embora seja necessário dizer que tal depende do valor que se paga, explicou Gustavo Cardoso.

"Temos mais gente de 2015 para 2016 a pagar notícias online, deixamos de ser um dos países com menos utilizadores de internet a pagar por notícias", afirmou Gustavo Cardoso, adiantando que em Portugal houve um crescimento de 2,1 pontos percentuais entre o ano passado e este ano, de 7% para os 9,1%, um indicador que continua a estar ainda assim bastante abaixo do de países como a Alemanha ou os Estados Unidos.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.