sicnot

Perfil

País

Carlos Cruz sai ainda hoje em liberdade

O ex-apresentador de televisão Carlos Cruz, condenado no âmbito do processo Casa Pia, vai sair ainda hoje em liberdade, do Estabelecimento Prisional da Carregueira, Sintra, disse à agência Lusa uma fonte dos serviços prisionais.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

A mesma fonte adiantou à Lusa que já chegou à cadeia a notificação do tribunal sobre a liberdade condicional de Carlos Cruz.

Uma fonte do Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) precisou que o acórdão da Relação "foi comunicado de imediato ao Tribunal de Execução de Penas [TEP] e ao estabelecimento prisional, onde o arguido se encontrava detido".

A partir do momento em que segue a notificação do acórdão para o TEP e para o estabelecimento prisional, o arguido pode ser libertado de imediato, sublinhou a mesma fonte.

Inicialmente, Ricardo Sá Fernandes, advogado de Carlos Cruz, disse à Lusa que a saída do seu constituinte só se concretizaria quando o acórdão do TRL baixasse ao TEP, cabendo a esta instância emitir a ordem saída.

Desta forma, Ricardo Sá Fernandes admitiu como improvável a possibilidade de Carlos Cruz sair ainda hoje em liberdade, prevendo que tal só acontecesse dentro de "dois ou três dias".

Carlos Cruz, que já completou dois terços da pena de seis anos de prisão a que foi condenado, no âmbito do processo Casa Pia, venceu um recurso apresentado na Relação de Lisboa, contra a decisão do Tribunal de Execução de Penas (TEP), que, em março, recusou o pedido de liberdade condicional.

O ex-apresentador de televisão tem estado a cumprir a pena no Estabelecimento Prisional da Carregueira, no concelho de Sintra, e já teve direito a duas saídas precárias, em dezembro de 2015 e no passado mês de março, por altura do seu aniversário.

Lusa

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.