sicnot

Perfil

País

Onde vão estar os radares de controlo de velocidade

O primeiro dos 30 radares do Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO) está a funcionar desde ontem, da A5, que liga Lisboa a Cascais.

brisa.pt

Os 30 radares de controlo de velocidade não vão ser fixos, a sua instalação é aleatória num sistema rotativo nas 50 cabines. Os condutores são informados da presença de radar através de um sinal de trânsito.

Em setembro vão estar operacionais mais 25 e o sistema vai estar a funcionar em pleno no final de janeiro de 2017.

Os locais das cabines são:

A1, sentido Lisboa/Porto, km 189
A1, sentido Lisboa/Porto, km 2
A1, sentido Porto/Lisboa, km 4
A1, sentido Porto/Lisboa, km 42
A2, sentido Lisboa/Algarve, km 14
A2, sentido Algarve/Lisboa, km 9
A3, sentido Porto/Valença, km 1
A3, sentido Valença/Porto, km 3
A4, sentido Amarante/Porto, km 15
A4, sentido Porto/Amarante, km 8
A7, km 38
A5, sentido Cascais/Lisboa km 1
A5, sentido Cascais/Lisboa km 5
A5, sentido Lisboa/Cascais km 7
A5, sentido Lisboa/Cascais km 8
A23, km 19
A24, km 93
A24, km 98
A25, km 49
A25, km 52
A25, km 62
A28, km 21
A28, km 34
A29, km 41
A29, km 37
A29, km 47

EN1 sentido Sul/Norte, km 141
EN1,sentido Norte/Sul, km 139
EN3, km 33
EN4, km 156
EN6/Marginal, km 8
EN6-3, km 0,7
EN6-3, km 1
EN10, km 14
EN 223, km 19

IP3, km 68
IP7/Eixo Norte-Sul, km 10,7
IP7/Eixo Norte-Sul, km 10,6

IC17, km 13
IC19, km 1
IC19, km 6
IC19, km 10
IC20, km 1,7
IC20, km 1,9
IC20, km 7
IC23/VCI, km 12,3
IC23/VCI, km 9,8

ER125, km 68
ER125, km 76
ER125, km 28

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52