sicnot

Perfil

País

Câmara de Lisboa dá tolerância de ponto hoje à tarde

A Câmara de Lisboa anunciou hoje que vai dar esta tarde tolerância de ponto aos trabalhadores da autarquia na sequência da vitória da seleção portuguesa de futebol no Euro2016.

"Considerando que a vitória de Portugal no Campeonato da Europa de Futebol constitui um momento único de celebração de todos os portugueses, concedo aos trabalhadores do município de Lisboa tolerância de ponto, na tarde do dia 11 de julho, para se poderem associar à homenagem à nossa seleção na cidade de Lisboa", refere o despacho assinado pelo presidente da autarquia, Fernando Medina (PS), e ao qual a agência Lusa teve acesso.

O responsável acrescenta que "nos serviços considerados essenciais, nomeadamente os serviços operacionais da higiene urbana, obras e UCT [Unidades de Coordenação Territorial], que em função da sua natureza devam manter-se em funcionamento nessa data, os trabalhadores beneficiarão de tolerância de ponto em data a acordar com o respetivo dirigente".

Portugal sagrou-se no domingo campeão da Europa de futebol pela primeira vez na história, ao vencer na final a anfitriã França por 1-0, após prolongamento, com um golo de Éder, aos 109 minutos, no Stade de France, em Saint-Denis.

Em Lisboa, o epicentro dos festejos foi a praça Marquês de Pombal, mas também houve comemorações na Alameda D. Afonso Henriques e no Terreiro do Paço, locais que tiveram ecrãs gigantes a transmitir o jogo.

Um golo do suplente Éder, aos 109 minutos, selou o triunfo da formação das 'quinas', que perdeu por lesão, aos 25, o 'capitão' Cristiano Ronaldo, substituído por Ricardo Quaresma, depois de uma falta dura de Dimitri Payet, logo aos oito.

A seleção portuguesa tornou-se a segunda na história da competição a vencer a equipa da casa na final, 12 anos depois de ter perdido por 1-0 com a Grécia a do Euro2004, em pleno Estádio da Luz, em Lisboa.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.