sicnot

Perfil

País

Faro sob 'Aviso Amarelo' devido aos valores elevados da temperatura máxima

O distrito de Faro está hoje sob 'Aviso Amarelo' devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Reuters

Segundo o instituto, o distrito de Faro está sob Aviso Amarelo desde as 21:00 de domingo e até às 22:00 de hoje.

O Aviso Amarelo é o terceiro mais grave numa escala de quatro e significa "risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Quanto ao estado do tempo para o continente, o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral centro e na região norte até ao fim da manhã e vento em geral fraco predominando de noroeste, soprando moderado a forte com rajadas até 65 quilómetros por hora no litoral oeste, em especial a sul do Cabo Carvoeiro e durante a tarde, e nas terras altas.

Está também previsto neblina ou nevoeiro matinal, em especial no litoral a norte do Cabo Raso e descida de temperatura, mais significativa nas regiões do interior.

Para a Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, apresentando-se pouco nublado nas vertentes sul e vento fraco a moderado de norte, soprando temporariamente moderado a forte nordeste nas terras altas.

Para os Açores, a previsão aponta para céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros pontualmente fortes, neblinas e vento fraco a bonançoso.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 17 e 26 graus Celsius, no Porto entre 15 e 22, em Vila Real entre 13 e 26, em Viseu entre 13 e 25, em Bragança entre 14 e 28, na Guarda entre 12 e 25, em Coimbra entre 16 e 25, em Castelo Branco entre 17 e 32, em Santarém entre 16 e 28, em Évora entre 15 e 33, em Beja entre 15 e 34, em Faro entre 22 e 35, no Funchal entre 20 e 25, em Ponta Delgada entre 20 e 24, na Horta entre 20 e 25 e em Santa Cruz das Flores entre 17 e 24.

  • Marcelo promete entregar carta de menina com paralisia cerebral ao primeiro-ministro
    3:05

    País

    O Presidente da República está preocupado com os cuidadores dos cidadãos que precisam de cuidados paliativos. No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinalou este sábado, Marcelo Rebelo de Sousa visitou a Casa do Tejo, em Algés, onde três famílias de crianças com paralisia cerebral e outros problemas de saúde são recebidas em conjunto com os pais para que toda a famíla possa receber apoio de técnicos especializados. O Presidente recebeu uma carta de uma menina de 5 anos, com paralisia cerebral, e prometeu que a vai entregar ao primeiro-ministro, para que seja aberta uma porta legislativa mais larga para os problemas das pessoas deficientes.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02