sicnot

Perfil

País

Início de semana com descida da temperatura e vento

O início da semana vai ser marcado pela descida generalizada da temperatura máxima em todo o território e vento forte, adiantou à agência Lusa a meteorologista Ângela Lourenço, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Muito vento para se ver de perto Barack Obama a viajar no Marine One, o helicóptero oficial que transporta o Presidente dos Estados Unidos, para Nova Orleães para o 10º aniversário do furacão Katrina.

Muito vento para se ver de perto Barack Obama a viajar no Marine One, o helicóptero oficial que transporta o Presidente dos Estados Unidos, para Nova Orleães para o 10º aniversário do furacão Katrina.

© Kevin Lamarque / Reuters

"Vai ocorrer uma descida generalizada em todo o território da temperatura máxima, com exceção do distrito de Faro, em particular a região do sota-vento, onde as temperaturas deverão ser relativamente elevadas e que já deu origem a um 'Aviso Amarelo' para este distrito", indicou.

Ângela Lourenço explicou que a descida de hoje registará variações da ordem dos 02 a 05 graus Celsius.

"A maior descida será nas regiões do interior. Por exemplo, ontem [domingo] estavam 33 graus em Bragança, hoje vão estar 38. Lisboa registou 29 e hoje está com 26", disse.

De acordo com a especialista, para hoje estão previstas algumas nuvens durante a manhã e início da tarde nas regiões do norte e centro, em particular no litoral.

"Vamos ter também vento que vai soprar com alguma intensidade em alguns locais, em particular na faixa costeira ocidental durante a noite, que deverá continuar e que deverá atingir rajadas de 65 quilómetros por hora entre o Cabo Carvoeiro e o Cabo Raso e na zona de Sagres", disse.

Segundo Ângela Lourenço, terça-feira vai ser um dia semelhante ao de hoje, mas com mais vento, menos nuvens e uma muito ligeira subida da temperatura.

"A situação irá mudar a partir de quarta-feira. Vai registar-se uma subida da temperatura para valores parecidos com os registados no fim de semana, em particular domingo. Vamos ter praticamente todo o território acima de 30 graus e as regiões do interior, em especial o Alentejo, entre 35 e 38 graus", concluiu a meteorologista.

O IPMA prevê para hoje, no continente, céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral centro e na região norte até ao fim da manhã e vento em geral fraco predominando de noroeste, soprando moderado a forte com rajadas até 65 quilómetros por hora no litoral oeste, em especial a sul do Cabo Carvoeiro e durante a tarde, e nas terras altas.

Está também previsto neblina ou nevoeiro matinal, em especial no litoral a norte do Cabo Raso e descida de temperatura, mais significativa nas regiões do interior.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 17 e 26 graus Celsius, no Porto entre 15 e 22, em Vila Real entre 13 e 26, em Viseu entre 13 e 25, em Bragança entre 14 e 28, na Guarda entre 12 e 25, em Coimbra entre 16 e 25, em Castelo Branco entre 17 e 32, em Santarém entre 16 e 28, em Évora entre 15 e 33, em Beja entre 15 e 34, em Faro entre 22 e 35, no Funchal entre 20 e 25, em Ponta Delgada entre 20 e 24, na Horta entre 20 e 25 e em Santa Cruz das Flores entre 17 e 24.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:29

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral centro e na região norte até ao fim da manhã e vento em geral fraco predominando de noroeste, soprando moderado a forte com rajadas até 65 quilómetros por hora no litoral oeste, em especial a sul do Cabo Carvoeiro e durante a tarde, e nas terras altas.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15