sicnot

Perfil

País

Autarquias e Parques de Sintra assinam acordo para requalificar Jamor

As câmaras de Oeiras, Sintra e Amadora vão assinar, na quinta-feira, um acordo com a Parques de Sintra para reabilitar a bacia hidrográfica do Rio Jamor e a área circundante do Palácio Nacional de Queluz.

Paulo Juntas

O acordo, que será assinado na quinta-feira às 10:30, no auditório do Palácio Nacional de Queluz, visa a criação do "Eixo Verde e Azul", um projeto intermunicipal que visa a criação de áreas verdes, a requalificação do espaço urbano e o estabelecimento de um circuito de mobilidade suave.

Segundo a Câmara de Oeiras, este eixo visa requalificar a bacia hidrográfica do Jamor e a área circundante do Palácio de Queluz, de forma a valorizar toda a região.

"Numa primeira fase, o investimento estimado é de cerca de 11 milhões de euros", revela a autarquia de Oeiras, em comunicado.

O novo projeto estabelece uma estratégia integrada de intervenção, destinada a criar um eixo ecológico ao longo do rio Jamor.

O objetivo prioritário assenta na regularização do rio e defesa contra cheias e, por isso, integra um conjunto de ações que irá "promover a melhoria da qualidade das massas de água do Jamor e seus afluentes e assegurar o controlo dos caudais", tendo em vista a segurança de pessoas e bens nas áreas atualmente sujeitas a risco de inundação.

"A reabilitação do rio Jamor e seus afluentes vai desde a nascente até à foz, criando um espaço público de qualidade em torno da linha de água e conferindo um novo corredor verde desde a serra da Carregueira até à Cruz Quebrada", descreve a autarquia de Oeiras.

Além disso, o "Eixo Verde e Azul" visa a requalificação do espaço público envolvente, de modo a melhorar o acesso à natureza e ao património cultural, criando-se um circuito de mobilidade suave através dos concelhos de Sintra, Amadora e Oeiras.

"O projeto envolve um programa conjunto de ações de cariz intermunicipal, que atende às necessidades de cada território, e define como objetivo comum a melhoria da qualidade de vida das populações e a dinamização da economia local", refere a Câmara de Oeiras.


Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.