sicnot

Perfil

País

Há médicos de Trás-os-Montes a serem deslocados para o Algarve

A falta de ortopedistas nas unidades de saúde do Algarve levou à deslocação de médicos provenientes de Trás-os-Montes, de acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias. No entanto, o Centro hospitalar transmontano é um dos mais carenciados do país.

A incidência de carcinoma da cabeça e pescoço foi de 50 novos casos por ano na população masculina, por 100 mil habitantes, e de 16 novos casos por ano na população feminina, com taxas de mortalidade de 19 e 3, respetivamente.(Arquivo)

A incidência de carcinoma da cabeça e pescoço foi de 50 novos casos por ano na população masculina, por 100 mil habitantes, e de 16 novos casos por ano na população feminina, com taxas de mortalidade de 19 e 3, respetivamente.(Arquivo)

© Regis Duvignau / Reuters

Vários médicos de Trás-os-Montes foram deslocados nas últimas semanas para os hospitais do Algarve, como forma de colmatar a falta de profissionais de saúde na região.

Na edição de hoje do JN, é exposto o exemplo de uma aluna algarvia do ensino básico que partiu um braço e que foi deslocada para o hospital de Santa Maria (Lisboa), a 300 quilómetros de distância, por não haver nenhum ortopedista disponível em serviço. O jornal cita um despacho publicado esta semana em Diário da República, onde é evidenciada a falta de 736 médicos por todo o país.

"As instituições mais carenciadas são o Centro Hospitalar do Algarve e o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro que agora vão poder contratar 51 e 37 especialistas, respetivamente", lê-se no despacho.

Para colmatar esta falta de médicos no Algarve, foi acionado o sistema de mobilidade parcial, que permite que os médicos possam ser deslocados, sem autorização prévia, durante este periodo de verão em que a população triplica, muito devido ao elevado número de turistas que visitam o sul do país.

Os responsáveis da Administração Regional de Saúde do Algarve admitem que existe uma profunda assimetria de recursos no país, estando estes mais concentrados no Norte e Centro, falhando no interior, no Algarve e Alentejo.

  • Costa preparado para falar da renegociação da dívida no plano europeu
    2:24

    Economia

    O primeiro-ministro não quer quebrar com as regras impostas pela UE e não vai dar o primeiro passo na renegociação da dívida, mas estará na linha da frente quando Bruxelas ceder. Em entrevista à RTP, António Costa garante que o Governo cumpriu tudo aquilo que acordou com o presidente demissionário da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues.

  • Benfica persegue oitavos da Liga dos Campeões

    Desporto

    O Benfica tenta hoje a qualificar-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, procurando uma vitória na receção ao Nápoles que lhe permita vencer o Grupo H e manter-se a salvo do perseguidor Besiktas.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.

  • Nova Deli é "altamente tóxica" para os cidadãos

    Mundo

    Nova Deli foi considerada altamente tóxica para os cidadãos. A capital da Índia é considerada há mais de três anos a cidade mais poluída do mundo, mas só este ano se concluiu que é tão tóxica que é capaz de provocar doenças crónicas a quem lá vive.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.