sicnot

Perfil

País

Pulido Valente vai ser requalificado e transformado em parque de saúde

O Hospital Pulido Valente, em Lisboa, vai ser requalificado e transformado no segundo parque de saúde da capital portuguesa, anunciou hoje o presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte, Carlos das Neves Martins.

"O que nós decidimos, com o apoio do Governo, foi a requalificação do Hospital Pulido Valente, transformando-o no segundo parque de saúde da cidade" (o primeiro foi criado em Alvalade, no antigo Hospital Júlio de Matos), disse o responsável.

No parque ficarão instalados, por exemplo, a Central de Esterilização Partilhada e o Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (serviços do Ministério da Saúde).

Segundo Carlos das Neves Martins, a requalificação "visa dar fruição exclusivamente pública a 100% das áreas que lá estão construídas com dinheiro público e terminar as obras que há cinco anos estão paradas".

O responsável falava aos jornalistas na sequência de declarações da Plataforma Lisboa em Defesa do Serviço Nacional de Saúde, que está preocupada com o futuro daquele hospital.

Segundo a plataforma, já foram retiradas camas e serviços ao Pulido Valente e o Governo prepara-se agora para entregar os cuidados paliativos e continuados à Santa Casa da Misericórdia.

O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte, que agrega o Pulido Valente e o Hospital de Santa Maria, assegurou que o parque da saúde vai "manter-se exclusivamente na esfera do património público".

Além disso, o Ministério da Saúde "não vai investir nas obras de requalificação e no terminus de alguns espaços que ficaram parados" porque quem vai fazer o investimento são os parceiros com quem vão trabalhar.

"Na área dos cuidados paliativos e continuados, vai ser a Santa Casa da Misericórdia que vai pagar uma renda para utilização do espaço", exemplificou.

Quanto ao número de camas, o responsável frisou que vão ser aumentadas e que o futuro parque de saúde "passará a ter 274 camas: 15 para cuidados paliativos, 60 para cuidados continuados, 120 para cuidados intermédios e 79 para cuidados agudos".

Será ainda entregue uma área que está atualmente desocupada para ser instalada a Unidade de Saúde Familiar (USF) do Lumiar, cujas condições "não são as melhores".

Uma hora antes de Carlos das Neves Martins falar aos jornalistas, a Plataforma Lisboa em Defesa do Serviço Nacional de Saúde deu uma conferência de imprensa à porta do Pulido Valente, onde defendeu que a opção de ceder espaço para uma USF e de entregar os cuidados paliativos e continuados à Santa Casa faz parte de uma "estratégia de desmantelamento" daquele hospital.

Afirmando que não está em causa a forma como a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa presta aqueles serviços, o porta-voz da Plataforma, Sebastião Santana, centrou a questão "na forma como o processo está a ser feito" e no "dinheiro que se vai gastar no final quando se podia estar a investir em mais camas na esfera pública".

"A Santa Casa seguramente não vai fazer isto de forma gratuita", acrescentou.

Lusa

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.