sicnot

Perfil

País

PJ deteve mulher de Barcelos que se atirou ao rio com o filho ao colo

A Polícia Judiciária de Braga deteve a mulher que em Junho se terá atirado ao rio Cávado, em Barcelos, com o filho ao colo, informou hoje fonte daquela força.

HUGO DELGADO

Segundo a força, a mulher, de 37 anos, foi levada ao Tribunal de Guimarães, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das respetivas medidas de coação.

A 17 de junho, uma mulher de 37 anos atirou-se da ponte de Rio Covo Santa Eugénia, em Barcelos, com um filho ao colo.

Pouco depois, a mulher foi resgatada da água por um popular, que para o efeito utilizou o seu barco.

O filho acabou por morrer, tendo sido resgatado da água no dia seguinte.

Desde então, a mulher esteve internada em psiquiatria, tendo agora sido detida pela PJ de Braga, em cumprimento de mandado judicial.

Está indiciada por homicídio qualificado.

Lusa

  • CPCJ de Barcelos atenta ao outro filho da mulher que se atirou ao Cávado
    2:09

    País

    A mulher de Barcelos - que atirou o filho de seis anos ao rio Cávado - tem um outro filho de dois anos. A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Barcelos vai acompanhar de perto a criança e a família, que até ao momento não estava sinalizada. A CPCJ considera que o filho mais novo está em segurança com a família mais alargada.

  • Casos de mães que matam os filhos
    2:22

    País

    Nos últimos tempos têm ocorrido muitos casos de mães que matam os filhos. Há pouco mais de uma semana, uma mulher de 37 anos atirou-se da ponte sobre o rio Cávado com o filho de seis anos. A mãe de Barcelos foi resgatada, mas a criança foi encontrada morta no dia a seguir. Em fevereiro, Sónia Lima entrou no Tejo com as duas filhas, que morreram afogadas. O Tribunal do Porto condenou a oito anos e três meses de prisão a mulher que em 2009 se atirou da Ponte D. Luís com o filho. Novamente, a mãe foi salva e a criança morreu. Em fevereiro de 2013, uma professora de artes visuais matou os dois filhos de 12 e 13 anos com ansiolíticos.

  • CPCJ de Barcelos atenta ao outro filho da mulher que se atirou ao Cávado
    2:09

    País

    A mulher de Barcelos - que atirou o filho de seis anos ao rio Cávado - tem um outro filho de dois anos. A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Barcelos vai acompanhar de perto a criança e a família, que até ao momento não estava sinalizada. A CPCJ considera que o filho mais novo está em segurança com a família mais alargada.

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.