sicnot

Perfil

País

Caçador de pesca submarina morreu no rio Minho depois de abalroado por embarcação

Um caçador de pesca submarina morreu hoje à tarde na foz do rio Minho depois de ter sido abalroado por uma embarcação, disse à agência Lusa o Capitão do Porto de Caminha.

O acidente, que ocorreu às 17:30 junto à ínsua na foz do rio Minho, vai ser investigado pela Polícia judiciária, de acordo com Rodrigo Gonzalez dos Paços.

A mesma fonte adiantou à Lusa que foram identificadas testemunhas, bem como a tripulação que seguia na embarcação de pesca.

O pescador de caça submarina, de 53 anos e residente na zona do Porto, foi transportado para terra pela embarcação de pesca que o abalroou e foi a equipa do veículo de Emergência Médica (VMER), que se deslocou local, que declarou o óbito, adiantou Gonzalez dos Paços, que é também comandante da Polícia Marítima de Caminha, adianto

De acordo com a mesma fonte, ainda estão a ser averiguadas as causas do acidente.

Lusa

  • Resgate de mais de 300 migrantes no Mediterrâneo
    2:08
  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01