sicnot

Perfil

País

Aviso amarelo para mais duas ilhas dos Açores devido a chuva e trovoada

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) estendeu o "aviso amarelo", que está hoje em vigor no grupo central dos Açores, ao grupo oriental devido à previsão de precipitação e trovoada.

Lusa

Lusa

EDUARDO COSTA

Segundo o IPMA os aguaceiros "que poderão ser localmente fortes" e a trovoada nas ilhas de São Miguel e Santa Maria, ambas localizadas no grupo oriental do arquipélago devem ocorrer entre as 18:00 horas de hoje e as 06:00 de segunda-feira (mais uma hora em Lisboa).

Para as ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge, Faial e Pico no grupo central continua em vigor, até às 18:00 deste domingo, o "aviso amarelo" referente a precipitação e trovoada.

O aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro e refere-se a uma "situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Contactado pela Lusa fonte do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores garantiu que "está tudo normal por agora".

A mesma entidade desaconselha a pratica de atividades relacionadas com o mar, bem como passeios à beira mar e recomenda a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes ou outros objetos que possam ser arrastados.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50