sicnot

Perfil

País

António Costa homenageia Mário Soares

​O primeiro-ministro, António Costa, homenageia no sábado o líder do I Governo Constitucional, Mário Soares, por ocasião dos 40 anos da posse deste executivo, numa cerimónia para a qual foram convidados todos os antigos primeiros-ministros e presidentes da República.

Mário Soares

Mário Soares

© Rafael Marchante / Reuters

Com esta cerimónia, que se realizará ao fim da tarde nos jardins da residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, António Costa pretende homenagear a figura de Mário Soares e ao mesmo tempo destacar a importância deste Governo, que resultou das primeiras eleições legislativas realizadas em Portugal após o 25 de Abril.

"É uma homenagem a Mário Soares, às primeiras eleições legislativas em democracia e ao Governo que dessas eleições resultou", sintetizou à agência Lusa fonte ligada à organização desta iniciativa.

Para já, além de António Costa, estão previstos discursos do fundador do PPD (Partido Popular Democrático) e antigo primeiro-ministro, Francisco Pinto Balsemão e do ministro dos Transportes e Comunicações desse I Governo Constitucional, Rui Vilar.

Para esta cerimónia, foram ainda convidados membros e colaboradores dos três executivos liderados por Mário Soares: Os dois primeiros entre 1976 e 1978; o terceiro, o do "Bloco Central" PS/PSD, entre 1983 e 1985.

Fonte do executivo disse à agência Lusa que, num momento em que se completam 40 anos da posse do I Governo Constitucional, que era minoritário e só do PS, pretende-se "salientar o contributo que esta equipa governativa deu à institucionalização da democracia e à consolidação dos princípios do Estado de Direito".

Por outro lado, com esta iniciativa, visa-se também destacar a ação deste Governo liderado por Mário Soares no domínio da estabilização da economia portuguesa, que no ano anterior tinha atravessado o PREC (Processo Revolucionário em Curso) e, ainda, no que se refere ao processo de adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia (CEE).

"Apesar de ser minoritário e dos constrangimentos que teve de enfrentar, este Governo fez o pedido formal para a adesão de Portugal à CEE em março de 1977. Já o II Governo Constitucional, também liderado por Mário Soares, mas com o suporte do CDS, lançou as bases do Estado social em Portugal. Mesmo com a oposição do CDS, esse Governo criou o Serviço Nacional de Saúde", referiu ainda à agência Lusa um dos membros do atual executivo.

Com Lusa

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.