sicnot

Perfil

País

GNR regista mais acidentes e menos mortos na 2ª fase da operação do verão

A GNR registou 620 acidentes, dois mortos e 18 feridos graves durante a segunda fase da operação "Hermes - Viajar em Segurança", que decorreu entre sexta-feira e domingo, anunciou hoje a corporação.

Em relação à mesma operação de 2015, a Guarda Nacional Republicana registou mais 30 acidentes, menos seis mortos e o mesmo número de feridos graves.

Dos 620 acidentes registados, 472 foram resultado de colisões, 132 de despistes e 16 de atropelamentos, tendo ambas as vítimas mortais resultado de despistes, adianta a GNR, em comunicado, sublinhando que os maiores índices de sinistralidade ocorreram nos distritos do Porto (99), Faro (83) e Setúbal (80).

Entre sexta-feira e domingo, os militares daquela força de segurança intensificaram as ações de patrulhamento e apoio aos condutores no âmbito da operação "Hermes - Viajar em Segurança", que tem como objetivo garantir a segurança nas viagens realizadas durante o verão e para os destinos de férias.

Durante três dias, a GNR deteve também 163 condutores, menos 39 do que no mesmo período de 2015, sendo a maioria por excesso de álcool e falta de habilitação legal para conduzir.

Os militares da GNR registaram igualmente 3.755 infrações, menos 706 do que em 2015, e as contraordenações estiveram relacionadas com excesso de velocidade e de álcool, uso do telemóvel durante a condução e falta de cinto de segurança.

No comunicado, a GNR destaca ainda o facto de não terem ocorrido ao longo de toda a 35.ª concentração de motos de Faro acidentes rodoviários ou incidentes de relevo no interior do recinto e nos itinerários usados durante o evento.

A próxima fase da operação "Hermes", que decorre durante todo o período de verão, vai decorrer de 29 a 31 de julho, realizando a GNR a quarta etapa de 12 a 15 de agosto e a última fase entre 26 e 28 de agosto.

Lusa

  • Detidas 12 pessoas responsáveis pelo cultivo e tráfico de droga em Gouveia
    1:48

    País

    A GNR de Gouveia deteve 12 pessoas - com idades entre os 17 e os 70 anos -, responsáveis pelo cultivo e tráfico de droga. A operação envolveu mais de 80 militares e desmantelou dez estufas. Foram apreendidas 272 plantas de canábis em Seia, Oliveira do Hospital e Arganil. A quantidade pronta para consumo teria um valor de mercado estimado em 67 mil euros.

  • Vila Real tem sido alvo de roubos de carrinhas
    2:15

    País

    O furto de ligeiros de mercadorias está a preocupar os habitantes das zonas vinhateiras do distrito de Vila Real. Muitas viaturas já não são novas, mas têm valor de mercado e são importantes para o trabalho na agricultura. A GNR está a investigar para perceber se os roubos estão relacionados com as redes que enviam este tipo de carrinhas para os mercados dos países de Leste e África.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.