sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje, no continente, tempo quente com céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade, com neblina ou nevoeiro, no barlavento Algarvio e no litoral oeste até final da manhã, podendo persistir em alguns locais da faixa costeira a norte do Cabo Raso.

Durante a tarde, está previsto aumento temporário de nebulosidade no interior da região norte com possibilidade de aguaceiros.

A previsão aponta também para vento fraco, soprando moderado de sueste no Algarve até meio da tarde, e sendo moderado a forte do quadrante sul, por vezes com rajadas até 70 quilómetros por hora, nas terras altas da região sul.

Está ainda prevista uma pequena descida da temperatura mínima na região sul e pequena descida da máxima.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, diminuindo temporariamente de nebulosidade durante a tarde e vento em geral fraco do quadrante norte, soprando por vezes moderado de sul nas terras altas a partir do início da manhã.

Para os Açores, a previsão aponta para períodos de céu muito nublado com abertas, aguaceiros, geralmente fracos e vento noroeste moderado a bonançoso.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 19 e 32 graus Celsius, no Porto entre 16 e 26, em Braga entre 17 e 35, em Viana do Castelo entre 15 e 24, em Vila Real entre 21 e 37, em Viseu entre 21 e 35, em Bragança entre 18 e 38, na Guarda entre 23 e 32, em Coimbra entre 16 e 34, em Castelo Branco entre 22 e 37, em Santarém entre 17 e 37, em Portalegre entre 21 e 35, em Évora entre 17 e 38, em Beja entre 19 e 35, em Faro entre 22 e 29, no Funchal entre 20 e 25, em Ponta Delgada entre 18 e 25, na Horta entre 18 e 24 e em Santa Cruz das Flores entre 19 e 23.

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43