sicnot

Perfil

País

Supremo rejeita libertação do espião português

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou o pedido de libertação imediata do espião português apanhado a vender segredos da NATO à Rússia.

Os juízes conselheiros entendem que a prisão preventiva de Frederico Carvalhão Gil não viola a lei e que o Habeas Corpus apresentado pela defesa é manifestamente infundado.
No pedido, o advogado tinha criticado a atuação do Ministério Público, da polícia, do Tribunal da Relação e as condições da cadeia de Monsanto onde esteve em prisão preventiva.
Carvalhão Gil está agora em prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

  • Espião português em prisão domiciliária com pulseira eletrónica
    1:30

    País

    Frederico Carvalhão Gil, o espião detido em flagrante, em Itália, a vender segredos da Nato a um espião russo, já está em casa com pulseira electrónica. A decisão de alterar a medida de coação, de prisão preventiva para domiciliária, foi tomada esta quinta-feira pelo juiz Ivo Rosa do Tribunal Central de Instrução Criminal.

  • "Trair o país por 10 mil euros é mesmo degradante"
    2:45

    País

    Foi extraditado o espião, detido há 15 dias em Itália, depois de alegadamente ter recebido 10 mil euros em troca de documentos secretos. Frederico Carvalhão Gil aterrou este domingo no aeroporto de Lisboa, acompanhado de três elementos da Polícia Judiciária. Este caso teve eco internacional e receia-se a dimensão dos danos causados pelas informações passadas pelo agente do SIS. Miguel Sousa Tavares diz que "uma pessoa que partilhava fotografias no Instagram devia ter levantado suspeitas nos serviços de espionagem" e que "trair o país por 10 mil euros é mesmo degradante".

  • A semana em revista

    Mundo

    Com a semana a chegar ao fim, a SIC Notícias apresenta-lhe, num único artigo, os destaques que marcaram a atualidade nos últimos dias. Um espaço onde pode ficar a saber, ou simplesmente recordar, os temas que marcaram a semana noticiosa.

    André de Jesus

  • Registadas mais de 500 queimadas em 12 horas

    País

    A Proteção Civil registou esta sexta-feira, no distrito de Viana do Castelo, entre as 06:00 e as 18:00, 515 queimadas, mais cerca de uma centena das contabilizadas na quinta-feira, sendo que três terão dado origem a incêndios florestais.