sicnot

Perfil

País

Supremo rejeita libertação do espião português

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou o pedido de libertação imediata do espião português apanhado a vender segredos da NATO à Rússia.

Os juízes conselheiros entendem que a prisão preventiva de Frederico Carvalhão Gil não viola a lei e que o Habeas Corpus apresentado pela defesa é manifestamente infundado.
No pedido, o advogado tinha criticado a atuação do Ministério Público, da polícia, do Tribunal da Relação e as condições da cadeia de Monsanto onde esteve em prisão preventiva.
Carvalhão Gil está agora em prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

  • Espião português em prisão domiciliária com pulseira eletrónica
    1:30

    País

    Frederico Carvalhão Gil, o espião detido em flagrante, em Itália, a vender segredos da Nato a um espião russo, já está em casa com pulseira electrónica. A decisão de alterar a medida de coação, de prisão preventiva para domiciliária, foi tomada esta quinta-feira pelo juiz Ivo Rosa do Tribunal Central de Instrução Criminal.

  • "Trair o país por 10 mil euros é mesmo degradante"
    2:45

    País

    Foi extraditado o espião, detido há 15 dias em Itália, depois de alegadamente ter recebido 10 mil euros em troca de documentos secretos. Frederico Carvalhão Gil aterrou este domingo no aeroporto de Lisboa, acompanhado de três elementos da Polícia Judiciária. Este caso teve eco internacional e receia-se a dimensão dos danos causados pelas informações passadas pelo agente do SIS. Miguel Sousa Tavares diz que "uma pessoa que partilhava fotografias no Instagram devia ter levantado suspeitas nos serviços de espionagem" e que "trair o país por 10 mil euros é mesmo degradante".

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.