sicnot

Perfil

País

Hollande diz que França e Portugal partilham "mesmos valores de liberdade"

O Presidente francês considerou hoje, na mensagem que deixou no livro de honra do palácio de Belém, que Portugal e França "partilham os mesmos valores de liberdade e a mesma visão da Europa".

LUSA

"A minha visita testemunha a profunda amizade que une os dois povos nestas circunstâncias difíceis que a França vive", sublinhou François Hollande, na mesma mensagem.

Hollande e o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, estiveram reunidos cerca de 30 minutos, antes de um almoço de trabalho.

O chefe de Estado francês chegou ao Palácio de Belém pelas 13:30, 45 minutos mais tarde do que o previsto, onde foi recebido por Marcelo Rebelo de Sousa, com honras militares.

No Pátio dos Bichos, François Hollande e Marcelo Rebelo de Sousa ouviram os hinos nacionais de França e de Portugal e passaram em revista a guarda de honra.

Depois, os dois chefes de Estado subiram a escada que dá acesso à Sala das Bicas, onde tiraram uma fotografia com as bandeiras de França, de Portugal e da União Europeia por trás, e François Hollande assinou o livro de honra.

Os dois presidentes seguiram para um encontro a sós, após o qual haverá um almoço de trabalho em que estará também o primeiro-ministro, António Costa.

No final, Marcelo Rebelo de Sousa e François Hollande prestarão declarações à comunicação social.

O Presidente da República francesa realiza hoje uma curta visita de trabalho a Portugal, que inclui também uma reunião com António Costa, que estava marcada para as 14:45, na residência oficial do primeiro-ministro.

Esta deslocação de François Hollande a Portugal foi encurtada e todos os eventos festivos foram cancelados, na sequência do atentado que matou 84 pessoas em Nice.

Pelo mesmo motivo, Hollande cancelou parte de uma digressão europeia para discutir o 'Brexit', e já não viajará para a Áustria, a Eslováquia e a República Checa na quarta-feira, mantendo apenas visitas a Portugal, hoje, e à Irlanda, na quinta-feira.

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida