sicnot

Perfil

País

Hospital do Algarve não garante que falhas não se voltem a repetir

Hospital do Algarve não garante que falhas não se voltem a repetir

O responsável pelas urgências do Centro Hospitalar do Algarve não garante que não se voltem a repetir mais casos como o do doente que morreu com um AVC, em dezembro do ano passado. O homem de 74 anos foi transferido de Faro para o Hospital de Coimbra, onde acabou por morrer. Uma auditoria do Tribunal de Contas apontou múltiplas falhas na assitência ao doente.

  • Doente sofreu AVC no Hospital de Faro e esperou 5 horas até ir para a neurorradiologia onde está em coma
    3:13

    País

    O Centro Hospitalar do Algarve abriu um processo interno de averiguações para esclarecer o que se passou com um doente, que se encontra em coma, no Hospital de Coimbra, depois de ter sido transferido de Faro, na sequência de um AVC. A família do idoso diz que o homem esteve quase cinco horas à espera de transporte e exige explicações de várias entidades, incluindo do Hospital de São José que terá recusado a receber o doente depois das 20h00.

  • Família de doente que morreu após AVC no Hospital de Faro exige explicações
    1:55

    País

    O doente que foi transferido do Centro hospitalar do Algarve para o Hospital de Coimbra na sequência de um AVC morreu esta madrugada. A família diz que Sebastião esteve cinco horas à espera de transporte e exige explicações de várias entidades, nomeadamente do Hospital de São José, que terá recusado receber o doente depois das 20:00.

  • Cinco mortos provocados pelo tufão Hato em Macau
    1:13
  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.