sicnot

Perfil

País

Visita de Hollande obriga a cortes e condicionamentos no trânsito em Lisboa

O Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS) da PSP informou que devido à visita hoje do Presidente da Republica francesa, François Hollande, em "trajetos e horários diversos" possam ocorrer cortes e restrições" na circulação automóvel na capital.

Num comunicado enviado à agência Lusa, o COMETLIS, através da Divisão de Trânsito, refere que a 2.ª circular, a CRIL e a Marginal vão sofrer cortes ou condicionamentos a partir das 12:20, assim como a Avenida de Ceuta, IP7 (Eixo Norte/Sul).

"A partir das 14:15, o mesmo se verificará ao longo da Avenida da India, Avenida 24 de Julho, Avenida D. Carlos I e Calçada das Necessidades", indica a PSP.

A zona do Corpo Santo voltará a ter restrições à circulação a partir das 15:15, apresentando "maior intensidade a partir das 16:45, quer neste local, quer ao longo da zona ribeirinha.

No mesmo comunicado o COMETLIS informa que "nesses locais encontrar-se-ão polícias da Divisão de Trânsito, que ajudarão à tomada de itinerários alternativos" e apelou "à compreensão dos condutores e demais utentes da via pública", uma vez que "a PSP tudo fará para minimizar tais transtornos".

A PSP informou ainda que o espaço aéreo irá estar interdito a "aeronaves não tripuladas e não autorizadas" nos seguintes locais: Presidência da República, das 12:30 às 14:50, residência oficial do primeiro-ministro, das 14:30 às 15:45, e Embaixada de França, das 15:20 às 17:15.

  • Hollande em Portugal quatro dias após atentado em Nice
    1:13

    País

    François Hollande vai estar em Portugal esta terça-feira. É uma visita de Estado que tinha ficado prometida desde o 10 de junho, durante as comemorações do dia de Portugal em Paris, e que apesar dos atentados de Nice, o Presidente francês decidiu manter. Ainda assim, o programa desta deslocação a Lisboa foi encurtado.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.