sicnot

Perfil

País

Narciso Miranda vai candidatar-se como independente a Matosinhos em 2017

Narciso Miranda revelou hoje à agência Lusa que vai candidatar-se à presidência da Câmara de Matosinhos como independente nas eleições autárquicas de 2017.

"Estou a ser fortemente pressionado pela sociedade civil. Acabei de assumir que sou candidato independente", disse Narciso Miranda, que liderou a Câmara de Matosinhos pelo PS entre 1977 e 2005.

O ex-autarca, que se candidatou ao cargo como independente em 2009 mas foi derrotado pelo socialista Guilherme Pinto, acrescentou que os apelos e mensagens que recebe da sociedade civil "são muito motivadores".

O ex-autarca sublinhou que "os apelos das estruturas partidárias pertencem ao passado" e que esta candidatura surge pelos "interesses dos matosinhenses"

"Neste momento interessa-me sentir o respirar da comunidade, das pessoas. Eu tenho consciência que é um grande defeito meu, mas tenho uma ligação a Matosinhos que quase que é dramática, é muito efetiva, muito profunda, e tenho a sensação que sem Matosinhos não consigo respirar tão bem", disse.

Narciso Miranda entrou para a política após o 25 de Abril, concorrendo às primeiras eleições autárquicas como número dois da lista apresentada pelo PS para a Câmara de Matosinhos.

Chegou à presidência da autarquia em 1977, sendo reeleito sucessivamente, mantendo-se no cargo 29 anos.

O ex-autarca suspendeu o mandato de presidente da Câmara em outubro de 1999 para assumir o cargo de secretário de Estado da Administração Marítima e Portuária do XIV Governo, liderado por António Guterres. Regressou à autarquia em setembro de 2000, ocupando o cargo de presidente até às eleições autárquicas de 2005.

A morte de Sousa Franco na lota de Matosinhos, durante uma ação de campanha para as eleições europeias, em 2004, afastou Narciso de mais uma recandidatura ao cargo. Mas em 2009 o ex-autarca concorreu novamente à presidência da autarquia enquanto independente, tendo sido derrotado por Guilherme Pinto.

Lusa

  • Relação do Porto anula acórdão que absolveu Narciso Miranda
    1:09

    País

    O Tribunal da Relação do Porto anulou o acórdão que, há um ano, absolveu Narciso Miranda no caso da Associação Mutualista de S. Mamede Infesta. O ex-autarca de Matosinhos tinha sido ilibado dos crimes de participação económica em negócio, peculato, abuso de confiança e simulação do roubo de um telemóvel. O julgamento poderá agora ter de ser repetido.

  • Narciso Miranda vai recorrer da sentença que considera "injusta"
    1:23

    País

    Narciso Miranda foi, esta manhã, condenado em Matosinhos por abuso de confiança e falsificação de documento. O tribunal entendeu que usou em proveito próprio quase 36 mil euros que recebeu de uma subvenção do Estado quando foi candidato à Câmara de Matosinhos, em 2009. Narciso Miranda considera que a decisão é injusta e garantiu que vai recorrer.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59