sicnot

Perfil

País

PSP deteve 1.200 pessoas no primeiro mês da operação "Verão Seguro"

A PSP deteve 1.200 pessoas, apreendeu 64 armas e perto de 327.000 doses de droga, no primeiro mês da operação "Verão Seguro", anunciou hoje aquela força de segurança.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública (PSP) avança que mais de 400 pessoas foram detidas por excesso de álcool, 140 por tráfico de droga, 150 por falta de habilitação legal para conduzir, 60 por furto e roubo e 26 por posse ilegal de armas.

As 1.200 pessoas foram detidas entre 15 de junho e 15 de julho, em todo o país, durante a primeira fase da operação "Verão Seguro".

A PSP apreendeu também, num mês, 64 armas, das quais 25 eram de fogo e 21 'brancas', e perto de 327 mil doses de droga, nomeadamente haxixe (mais de 323.000), cocaína (cerca de 1.900) e heroína (960).

A operação "Verão Seguro" contempla também o programa "Vigilância a Residências", tendo a PSP vigiado 515 casas sem registo de qualquer assalto ou incidente.

A PSP distribuiu igualmente, entre 15 de junho e 15 de julho, mais de 35.500 pulseiras do "Programa Estou Aqui", destinado a crianças dos dois aos nove anos.

Durante a primeira fase da operação "Verão Seguro", a Polícia fiscalizou ainda perto de 85.000 viaturas e detetou mais de 1.700 infrações por condução com taxa de álcool no sangue superior à permitida, mais de 6.900 por excesso de velocidade (radar), mais de 800 por utilização do telemóvel, durante a condução, e cerca de 780 por falta de cadeirinha.

A PSP realiza a operação "Verão Seguro" até 15 de setembro, e tem como objetivo "aumentar o sentimento de segurança nas zonas balneares, áreas turísticas e comerciais, bem como em zonas residenciais e respetivos parques de estacionamento e nos principais eixos rodoviários".

Lusa

  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • Chuva deixa em alerta 12 distritos do continente

    País

    Doze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva, que pode ser pontualmente forte e acompanhada por trovoadas e granizo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • A experiência de um embaixador português na Coreia do Norte
    2:58

    País

    A Coreia do Norte tem o maior orçamento militar do mundo e o seu arsenal nuclear acaba por dar-lhe acesso a uma possível cimeira com os Estados Unidos. A pobreza e o culto da personalidade foram testemunhados pelo embaixador, José Manuel de Jesus, que visitou várias vezes Pyongyang.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.