sicnot

Perfil

País

Contra as portagens na ponte em agosto, buzinar

Contra as portagens na ponte em agosto, buzinar

A ponte 25 de Abril foi hoje palco de um buzinão contra as portagens em agosto. O protesto foi marcado pela Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul, que relembra que durante vários anos houve isenção de pagamento de portagens na ponte durante o principal mês de férias, que o anterior governo de Pedro Passos Coelho decidiu acabar.

A comissão classifica ainda a situação como uma "discriminação inaceitável."

A ação de protesto, que se iniciou cerca das 8:00, é promovida pela Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul (CUTMS), que instalou cartazes no viaduto do Pragal, situado antes da praça das portagens a apelar ao buzinão.

"Isto começou mais cedo do que estávamos à espera porque os carros começaram a buzinar logo a partir do momento em que colocamos os cartazes aqui no viaduto", disse Luísa Ramos, da CUTMS.

O buzinão de protesto foi efetuado sobretudo pelos automobilistas que seguiam no sentido sul-norte, antes de efetuarem o pagamento da portagem. Mesmo assim, houve veículos a buzinar também no sentido norte-sul e no viaduto do Pragal.

A CUTMS refere ainda que enviou ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, um pedido de isenção das portagens em agosto. pretensão. "Lamentavelmente não se dignou a responder", referiram os membros da comissão de utente.

Com Lusa

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Novo campo de refugiados construído em Mossul

    Mundo

    Um novo campo de refugiados foi construído em Mossul, no Iraque. Com cerca de 4 mil tendas, foi construído durante 45 dias para albergar os deslocados que se prevê que aumentem com a atual ofensiva militar na zona ocidental da cidade.