sicnot

Perfil

País

Primeiro-ministro homenageia Mário Soares

LUSA

O primeiro-ministro, António Costa, homenageia hoje o líder do I Governo Constitucional, Mário Soares, por ocasião dos 40 anos da posse deste executivo, numa cerimónia que deverá contar com presença de cerca de 200 personalidades.

Nesta breve cerimónia, que se iniciará a partir das 18:30 nos jardins de São Bento e em que o próprio Mário Soares deverá estar presente, bem como os antigos chefes de Estado Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, António Costa encerrará uma sessão de três discursos sobre as marcas deixadas no país pelo primeiro Governo que resultou das primeiras eleições legislativas após o 25 de Abril de 1974.

Antes de António Costa discursam Rui Vilar, antigo ministro dos Transportes e Comunicações do I Governo Constitucional, e o fundador do PPD (Partido Popular Democrático) e antigo primeiro-ministro dos VII e VIII governos constitucionais, Francisco Pinto Balsemão, também um dos amigos de longa data de Mário Soares.

Para esta cerimónia, além dos antigos presidentes da República, foram também convidados todos os titulares de órgãos de soberania, os antigos primeiros-ministros, membros dos três executivos liderados por Mário Soares, colaboradores diretos do fundador e primeiro líder do PS, e elementos do atual Governo chefiado por António Costa.

Fonte do gabinete do primeiro-ministro disse que António Guterres, candidato ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas, estará ausente por se encontrar na Índia, mas que o anterior primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, já confirmou formalmente a sua presença.

Até ao início da tarde de sexta-feira, tinham também já confirmado a sua presença a conselheira de Estado Leonor Beleza, a procuradora Geral da República, Joana Marques Vidal, assim como representantes dos governos regionais dos Açores e da Madeira.

"É uma homenagem a Mário Soares, às primeiras eleições legislativas em democracia e ao Governo que dessas eleições resultou", sintetizou à agência Lusa fonte ligada à organização desta iniciativa.

Fonte do executivo disse à agência Lusa que, num momento em que se completam 40 anos da posse do I Governo Constitucional pretende-se "salientar o contributo que esta equipa governativa deu à institucionalização da democracia e à consolidação dos princípios do Estado de Direito".

Por outro lado, com esta iniciativa, visa-se também destacar a ação deste Governo liderado por Mário Soares no domínio da estabilização da economia portuguesa, que no ano anterior tinha atravessado o PREC (Processo Revolucionário em Curso) e, ainda, no que se refere ao processo de adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia (CEE).

"Apesar de ser minoritário e dos constrangimentos que teve de enfrentar, este Governo fez o pedido formal para a adesão de Portugal à CEE em março de 1977. Já o II Governo Constitucional, também liderado por Mário Soares (mas com o suporte do CDS), lançou as bases do Estado social em Portugal", referiu ainda à agência Lusa um dos membros do atual executivo.

O portal do Governo disponibiliza, desde sexta-feira, de hoje um conjunto de documentos históricos relativos ao I Governo Constitucional.

Lusa

  • Duas centenas de pessoas homenageiam Soares

    País

    A homenagem promovida por António Costa ao I Governo Constitucional e ao seu líder, Mário Soares, no sábado, contará com cerca de 200 personalidades, entre as quais os antigos chefes de Estado Ramalho Eanes e Jorge Sampaio.

  • António Costa homenageia Mário Soares

    País

    ​O primeiro-ministro, António Costa, homenageia no sábado o líder do I Governo Constitucional, Mário Soares, por ocasião dos 40 anos da posse deste executivo, numa cerimónia para a qual foram convidados todos os antigos primeiros-ministros e presidentes da República.

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.