sicnot

Perfil

País

Primeiro-ministro homenageia Mário Soares

LUSA

O primeiro-ministro, António Costa, homenageia hoje o líder do I Governo Constitucional, Mário Soares, por ocasião dos 40 anos da posse deste executivo, numa cerimónia que deverá contar com presença de cerca de 200 personalidades.

Nesta breve cerimónia, que se iniciará a partir das 18:30 nos jardins de São Bento e em que o próprio Mário Soares deverá estar presente, bem como os antigos chefes de Estado Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, António Costa encerrará uma sessão de três discursos sobre as marcas deixadas no país pelo primeiro Governo que resultou das primeiras eleições legislativas após o 25 de Abril de 1974.

Antes de António Costa discursam Rui Vilar, antigo ministro dos Transportes e Comunicações do I Governo Constitucional, e o fundador do PPD (Partido Popular Democrático) e antigo primeiro-ministro dos VII e VIII governos constitucionais, Francisco Pinto Balsemão, também um dos amigos de longa data de Mário Soares.

Para esta cerimónia, além dos antigos presidentes da República, foram também convidados todos os titulares de órgãos de soberania, os antigos primeiros-ministros, membros dos três executivos liderados por Mário Soares, colaboradores diretos do fundador e primeiro líder do PS, e elementos do atual Governo chefiado por António Costa.

Fonte do gabinete do primeiro-ministro disse que António Guterres, candidato ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas, estará ausente por se encontrar na Índia, mas que o anterior primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, já confirmou formalmente a sua presença.

Até ao início da tarde de sexta-feira, tinham também já confirmado a sua presença a conselheira de Estado Leonor Beleza, a procuradora Geral da República, Joana Marques Vidal, assim como representantes dos governos regionais dos Açores e da Madeira.

"É uma homenagem a Mário Soares, às primeiras eleições legislativas em democracia e ao Governo que dessas eleições resultou", sintetizou à agência Lusa fonte ligada à organização desta iniciativa.

Fonte do executivo disse à agência Lusa que, num momento em que se completam 40 anos da posse do I Governo Constitucional pretende-se "salientar o contributo que esta equipa governativa deu à institucionalização da democracia e à consolidação dos princípios do Estado de Direito".

Por outro lado, com esta iniciativa, visa-se também destacar a ação deste Governo liderado por Mário Soares no domínio da estabilização da economia portuguesa, que no ano anterior tinha atravessado o PREC (Processo Revolucionário em Curso) e, ainda, no que se refere ao processo de adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia (CEE).

"Apesar de ser minoritário e dos constrangimentos que teve de enfrentar, este Governo fez o pedido formal para a adesão de Portugal à CEE em março de 1977. Já o II Governo Constitucional, também liderado por Mário Soares (mas com o suporte do CDS), lançou as bases do Estado social em Portugal", referiu ainda à agência Lusa um dos membros do atual executivo.

O portal do Governo disponibiliza, desde sexta-feira, de hoje um conjunto de documentos históricos relativos ao I Governo Constitucional.

Lusa

  • Duas centenas de pessoas homenageiam Soares

    País

    A homenagem promovida por António Costa ao I Governo Constitucional e ao seu líder, Mário Soares, no sábado, contará com cerca de 200 personalidades, entre as quais os antigos chefes de Estado Ramalho Eanes e Jorge Sampaio.

  • António Costa homenageia Mário Soares

    País

    ​O primeiro-ministro, António Costa, homenageia no sábado o líder do I Governo Constitucional, Mário Soares, por ocasião dos 40 anos da posse deste executivo, numa cerimónia para a qual foram convidados todos os antigos primeiros-ministros e presidentes da República.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.