sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para seis detidos por furto qualificado em residências

(Arquivo/Reuters)

© Stephen Lam / Reuters

Os seis homens detidos por mais de 20 crimes de furto qualificado a residências nas áreas do Porto, Aveiro, Coimbra, Viseu, Guarda e Castelo Branco ficaram em prisão preventiva, anunciou hoje a PSP.

Em comunicado, a PSP do Porto informou que, depois de presentes junto das autoridades judiciárias, todos os suspeitos viram aplicada "a medida de coação de prisão preventiva".

Os homens, "sem residência fixa" em Portugal, e com idades compreendidas entre os 30 e os 40 anos, foram detidos na sexta-feira durante uma operação policial que incluiu quatro buscas domiciliárias e não domiciliárias nas áreas de Rio Tinto (concelho de Gondomar, distrito do Porto) e Santa Maria da Feira.

"Através de arrombamento ou chave falsa, subtraíam todo o tipo de artigos de valor, nomeadamente artigos em ouro, prata, quantias em dinheiro, computadores, televisores, máquinas fotográficas e de vídeo", referiu o Comando Metropolitano do Porto da PSP.

Na ação da Divisão de Investigação Criminal, a PSP apreendeu dois carros, mil euros, "diversos objetos de joalharia, aparelhos audiovisuais e luvas e gorros", bem como "ferramentas diversas e utensílios usados no arrombamento e abertura de portas através de chave falsa".

De acordo com a PSP, os detidos estavam "referenciados pela polícia desde junho pela prática de cerca de vinte e cinco crimes de furto qualificado no interior de residência", dos quais "resultaram elevados prejuízos patrimoniais para as vítimas".

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.