sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para seis detidos por furto qualificado em residências

(Arquivo/Reuters)

© Stephen Lam / Reuters

Os seis homens detidos por mais de 20 crimes de furto qualificado a residências nas áreas do Porto, Aveiro, Coimbra, Viseu, Guarda e Castelo Branco ficaram em prisão preventiva, anunciou hoje a PSP.

Em comunicado, a PSP do Porto informou que, depois de presentes junto das autoridades judiciárias, todos os suspeitos viram aplicada "a medida de coação de prisão preventiva".

Os homens, "sem residência fixa" em Portugal, e com idades compreendidas entre os 30 e os 40 anos, foram detidos na sexta-feira durante uma operação policial que incluiu quatro buscas domiciliárias e não domiciliárias nas áreas de Rio Tinto (concelho de Gondomar, distrito do Porto) e Santa Maria da Feira.

"Através de arrombamento ou chave falsa, subtraíam todo o tipo de artigos de valor, nomeadamente artigos em ouro, prata, quantias em dinheiro, computadores, televisores, máquinas fotográficas e de vídeo", referiu o Comando Metropolitano do Porto da PSP.

Na ação da Divisão de Investigação Criminal, a PSP apreendeu dois carros, mil euros, "diversos objetos de joalharia, aparelhos audiovisuais e luvas e gorros", bem como "ferramentas diversas e utensílios usados no arrombamento e abertura de portas através de chave falsa".

De acordo com a PSP, os detidos estavam "referenciados pela polícia desde junho pela prática de cerca de vinte e cinco crimes de furto qualificado no interior de residência", dos quais "resultaram elevados prejuízos patrimoniais para as vítimas".

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.