sicnot

Perfil

País

GNR reforça fiscalização a veículos pesados

(SIC/ Arquivo)

A Guarda Nacional Republicana vai intensificar, a partir de hoje, a fiscalização a veículos pesados de passageiros e mercadorias, no âmbito da operação "TISPOL", anunciou hoje a GNR.

A operação "TISPOL -- Truck and Bus Operation", que decorre até quinta-feira em todo o país, tem como objetivo "prevenir e identificar infrações relacionadas com este tipo de veículos e respetivos transportes (pessoas e bens)", adianta a GNR em comunicado.

Nas ações de fiscalização, os militares da GNR irão verificar "os tempos de repouso e de condução", tendo em conta "os riscos associados ao elevado número de horas de condução".

Dados da GNR indicam que, desde início do ano, foram fiscalizados 11.745 tacógrafos de veículos pesados, dos quais 63% (7.416) apresentavam irregularidades nos tempos de condução/repouso, correspondendo assim a um aumento de 11% face a igual período do ano passado.

Os militares irão estar também "particularmente atentos" ao controlo do peso dos veículos, à verificação do acondicionamento e transporte de carga e das condições técnicas dos veículos, ao controlo da condução sob efeito do álcool, ao uso do cinto de segurança e infrações de natureza fiscal, aduaneira e ambiental.

A operação mobiliza militares dos Comandos Territoriais, da Unidade Nacional de Trânsito, do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente e da Unidade de Ação Fiscal

Esta operação será realizada em todos os países da Europa e enquadra-se no plano definido pela European Traffic Police Network (TISPOL - www.tispol.org), organismo que congrega todas as polícias de trânsito da Europa, no qual a GNR é representante nacional.


Lusa

  • GNR fechou A1 em megaoperação stop
    1:06

    País

    Mais de 600 condutores foram fiscalizados, na madrugada passada na A1, em Antuã, numa operação especial da GNR de combate à criminalidade. Uma pessoa foi detida por posse de estupefacientes e 10 foram alvo de contraordenação por posse de droga. Houve ainda condutores multados por infrações rodoviárias, três por excesso de álcool.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.