sicnot

Perfil

País

Aplicação alerta quando condutor adormece ao volante

Uma startup do Porto criou uma aplicação móvel que identifica o comportamento dos condutores ao volante, com recurso a uma tecnologia de análise facial instalada na câmara frontal dos smartphones, e alerta-os para distrações ou adormecimento.

De acordo com um dos fundadores da HealthyRoad, "incubada" no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), André Azevedo, quando a aplicação deteta a distração ou o adormecimento nos utilizadores, estes são avisados através de um sinal sonoro e visual.

Em declarações à Lusa, o empreendedor explicou que este sistema utiliza tecnologias de biometria facial no processamento da informação recolhida pela câmara, determinando em tempo real o estado do condutor, "se o olho está aberto ou fechado" ou se "está a olhar para um local que não a estrada".

"Na Europa, um terço dos acidentes rodoviários são causados por distração e 20 a 25% por adormecimento", referiu, acrescentando que estes números "não param de aumentar e as pessoas não têm consciência desta realidade".

A aplicação HealthyRoad, que tem o mesmo nome da startup, demorou três meses a ser criada e foi apresentada esta segunda-feira. No entanto, André Azevedo, Filipe Oliveira e Filipe Monteiro, os fundadores da empresa, desenvolvem a tecnologia que está na base da 'app' desde 2013.

A equipa tem uma parceria com a BMW, o que lhe permitiu efectuar testes nos simuladores da empresa, receber feedback e planear o roadmap (mapa de estrada) de desenvolvimento de tecnologia "para ir ao encontro das necessidades do setor".

"Se tudo correr bem, dentro de dois a três anos vamos ter a nossa tecnologia a funcionar nos veículos deste grupo", indicou ainda André Azevedo.

Neste momento, estão a desenvolver um produto que pode ser instalado nos veículos, capaz de detetar - para além do adormecimento e da distração - a fadiga, as emoções e o stress do condutor, por exemplo.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.