sicnot

Perfil

País

Bombeiro ferido no combate a incêndio em Abrantes

​O incêndio que deflagrou às 17h00 no perímetro urbano de Portelas, freguesia de Alvega (Abrantes) estava a ser combatido por 147 bombeiros, apoiados por 36 viaturas e três meio aéreos, tendo originado um ferido ligeiro.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém (CDOS), o ferido leve foi "resultado da exaustão" de um bombeiro num combate a um incêndio que "teve início em perímetro urbano, sendo preocupação inicial defender pessoas e habitações".

A mesma fonte referiu que as habitações e as pessoas estão "livres de perigo", o que permitiu "reposicionar todos os elementos para o combate direto" às chamas, que lavram agora em zona de eucaliptal.

"Até ao momento, cerca de 80% do incêndio está em resolução, sendo que as perspetivas de abrandamento do vento e a entrada de humidade perspetivam condições favoráveis para finalizar o restante com o cair da noite", referiu a fonte do CDOS.

Lusa

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.