sicnot

Perfil

País

CGTP avisa que Governo tem de "meter a segunda velocidade"

CGTP avisa que Governo tem de "meter a segunda velocidade"

A CGTP avisa que o Governo tem de concretizar a mudança prometida e "meter a segunda velocidade", ou pode pôr em causa a estabilidade política e o próprio futuro. No final do encontro com o Presidente da República, em Belém, Arménio Carlos apontou o aumento de salários como uma das prioridades para o próximo Orçamento do Estado.

  • Marcelo reuniu-se com os partidos em Belém
    3:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu em Belém todos os partidos com assento parlamentar. O PS garantiu que não há crise política à vista e mostrou-se confiante num entendimento com os partidos que apoiam o Governo, para a aprovação do Orçamento do Estado para 2017. A Esquerda não se compromete, mas está disposta a ficar ao lado do Governo, se não houver desvios no caminho percorrido até agora.

  • PAN afirma que Marcelo está preocupado com discussão sobre OE 2017
    0:38

    País

    O deputado único do Pessoas-Animais-Natureza (PAN) afirmou hoje que será "responsável" quanto ao Orçamento do Estado de 2017, apelando ao mesmo sentido de responsabilidade por parte de todos os partidos, após audiência com o Presidente da República. Marcelo Rebelo de Sousa está hoje a receber os partidos com assento parlamentar e ouvirá ainda os diversos parceiros sociais até quarta-feira para uma análise da situação política do país. Depois do PAN, o Chefe de Estado reúne com os representantes de PEV, PCP, CDS-PP, BE, PS e PSD.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15