sicnot

Perfil

País

IGAS não vai investigar caso de jovem que morreu após 11 idas ao hospital

IGAS não vai investigar caso de jovem que morreu após 11 idas ao hospital

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde não vai investigar o caso da jovem de Paredes, que morreu com um tumor na cabeça depois de ter sido observada 11 vez nas urgências. A entidade diz que não pode instaurar um processo disciplinar, uma vez que os factos ocorreram há mais de um ano. A jovem de 19 anos morreu em janeiro de 2013, com um tumor que não foi diagnosticado pelos médicos. No Hospital de Penafiel, Sara Moreira foi sempre diagnosticada com um "estado de ansiedade".

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão