sicnot

Perfil

País

Militares da GNR regressaram a Portugal depois de missão na Bulgária

Os quatro militares da Unidade de Controlo Costeiro da GNR regressaram a Portugal dois meses depois de terem participado numa missão da agência europeia Frontex de controlo de fluxos migratórios na Bulgária, anunciou hoje a corporação.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que, durante dois meses, os quatro militares da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) detetaram dez viaturas suspeitas de transporte de migrantes e 133 migrantes que se deslocavam a pé, tendo ainda percorrido 7.026 quilómetros.

Segundo a corporação, os quatro militares participaram na missão da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex) entre 23 de maio e 20 de julho, e desempenharam funções na área operacional de Gramatikovo, junto ao Mar Negro e à fronteira com a Turquia.

A operação teve como finalidade reforçar a segurança nas fronteiras externas da União Europeia, especificamente na Bulgária, para controlar os fluxos de migração e impedir a criminalidade transfronteiriça, refere ainda a GNR.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.