sicnot

Perfil

País

GNR inicia hoje nova fase da operação "Hermes - Viajar em Segurança"

Em 2015, a GNR fiscalizou 21.651 tacógrafos de viaturas pesadas, dos quais 52% (11 229) apresentavam irregularidades nos tempos de condução e repouso.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensifica, a partir desta sexta-feira, e até domingo, as ações de patrulhamento, nas principais vias de ligação a locais de férias, no âmbito da operação "Hermes - Viajar em Segurança".

A GNR vai prestar ainda "especial atenção" às fronteiras terrestres, para apoiar, em particular, as entradas de emigrantes em território nacional, de acordo com o comunicado hoje divulgado por aquela força de segurança.

No âmbito deste apoio aos emigrantes, a GNR vai realizar, na sexta-feira, pelas 18:00, na fronteira de Vilar Formoso, "uma ação de divulgação de conselhos de segurança, sobretudo rodoviária", iniciativa que contará com a participação de elementos da Guardia Civil de Espanha.

A GNR aconselha todos os condutores, o descanso, antes da viagem, para evitar a fadiga, a não ingestão de bebidas alcoólicas e a execução de uma revisão ao seu veículo, de modo a assegurar de que se encontra "em condições para fazer a viagem".

O acondicionamento da carga, sem interferir com o campo de visão do condutor e sem constituir perigo para os ocupantes, o cumprimento dos limites de velocidade, a utilização do cinto de segurança, por todos os passageiros, o uso de cadeirinhas apropriadas, para o transporte de crianças e a não utilização de telemóveis, durante a condução, são outros conselhos da GNR aos viajantes.

A GNR recorda ainda que devem ser evitadas "manobras perigosas de ultrapassagem, de mudança de direção, de inversão do sentido da marcha", apela à manutenção da distância de segurança em relação ao veículo da frente e a importância de serem feitas paragens de 15 ou mais minutos, de duas em duas, horas para descanso.

"A fadiga e a consequente sonolência está entre as principais causas de vítimas mortais na estradas", recorda a GNR.

O balanço da primeira fase da operação Hermes, que decorreu no primeiro fim de semana de julho, elevou-se a sete mortos, mais quatro do que em 2015, e 530 acidentes, menos 21 que no ano passado.

Vinte e cinco feridos em estado grave (menos um do que em 2015) e 170 pessoas com ferimentos ligeiros (menos 51) foram também contabilizados durante os três dias da operação, de acordo com os números então divulgados pela GNR.

Ao longo da operação, a GNR deteve 136 condutores, dos quais 110 por condução com taxa de alcoolemia (TAS) igual/superior a 1,20 gramas por litro de sangue e 26 por falta de habilitação legal para conduzir.

Foram ainda detetadas 3,254 infrações, designadamente 1.557 por excesso de velocidade, 316 por condução com TAS superior ao permitido por lei, 170 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou cadeira para bebés e 110 por uso indevido de telemóvel durante a condução.

A próxima fase da operação "Hermes" inicia-se sexta-feira e decorre até domingo, seguindo-se os fins de semana de 12 a 15 de agosto e de 26 a 28 de agosto, respetivamente.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.