sicnot

Perfil

País

GNR inicia hoje nova fase da operação "Hermes - Viajar em Segurança"

Em 2015, a GNR fiscalizou 21.651 tacógrafos de viaturas pesadas, dos quais 52% (11 229) apresentavam irregularidades nos tempos de condução e repouso.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensifica, a partir desta sexta-feira, e até domingo, as ações de patrulhamento, nas principais vias de ligação a locais de férias, no âmbito da operação "Hermes - Viajar em Segurança".

A GNR vai prestar ainda "especial atenção" às fronteiras terrestres, para apoiar, em particular, as entradas de emigrantes em território nacional, de acordo com o comunicado hoje divulgado por aquela força de segurança.

No âmbito deste apoio aos emigrantes, a GNR vai realizar, na sexta-feira, pelas 18:00, na fronteira de Vilar Formoso, "uma ação de divulgação de conselhos de segurança, sobretudo rodoviária", iniciativa que contará com a participação de elementos da Guardia Civil de Espanha.

A GNR aconselha todos os condutores, o descanso, antes da viagem, para evitar a fadiga, a não ingestão de bebidas alcoólicas e a execução de uma revisão ao seu veículo, de modo a assegurar de que se encontra "em condições para fazer a viagem".

O acondicionamento da carga, sem interferir com o campo de visão do condutor e sem constituir perigo para os ocupantes, o cumprimento dos limites de velocidade, a utilização do cinto de segurança, por todos os passageiros, o uso de cadeirinhas apropriadas, para o transporte de crianças e a não utilização de telemóveis, durante a condução, são outros conselhos da GNR aos viajantes.

A GNR recorda ainda que devem ser evitadas "manobras perigosas de ultrapassagem, de mudança de direção, de inversão do sentido da marcha", apela à manutenção da distância de segurança em relação ao veículo da frente e a importância de serem feitas paragens de 15 ou mais minutos, de duas em duas, horas para descanso.

"A fadiga e a consequente sonolência está entre as principais causas de vítimas mortais na estradas", recorda a GNR.

O balanço da primeira fase da operação Hermes, que decorreu no primeiro fim de semana de julho, elevou-se a sete mortos, mais quatro do que em 2015, e 530 acidentes, menos 21 que no ano passado.

Vinte e cinco feridos em estado grave (menos um do que em 2015) e 170 pessoas com ferimentos ligeiros (menos 51) foram também contabilizados durante os três dias da operação, de acordo com os números então divulgados pela GNR.

Ao longo da operação, a GNR deteve 136 condutores, dos quais 110 por condução com taxa de alcoolemia (TAS) igual/superior a 1,20 gramas por litro de sangue e 26 por falta de habilitação legal para conduzir.

Foram ainda detetadas 3,254 infrações, designadamente 1.557 por excesso de velocidade, 316 por condução com TAS superior ao permitido por lei, 170 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou cadeira para bebés e 110 por uso indevido de telemóvel durante a condução.

A próxima fase da operação "Hermes" inicia-se sexta-feira e decorre até domingo, seguindo-se os fins de semana de 12 a 15 de agosto e de 26 a 28 de agosto, respetivamente.

Lusa

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato. 

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.