sicnot

Perfil

País

"O que faz as nações grandes é o conhecimento"

​Marcelo Rebelo de Sousa, que condecorou com a Ordem da Instrução Pública três personalidades da academia e da ciência em Portugal, defendeu que "o que faz as nações grandes é o conhecimento".

Numa cerimónia no antigo Museu dos Coches, em Lisboa, o chefe de Estado condecorou o médico estomatologista António de Vasconcelos Tavares, que foi vice-reitor da Universidade de Lisboa, o físico Luís Oliveira e Silva, que preside ao Conselho Científico do Instituto Superior Técnico, e o matemático Eduardo Veloso, formador de professores e divulgador de ciência.

Marcelo Rebelo de Sousa apontou-os como "três exemplos de excelência" reunidos na mesma cerimónia. "O que quer dizer isto? O que faz as nações grandes é o conhecimento. É a inventiva, é a pesquisa, é a investigação, é o aprofundamento científico, é a pedagogia desse aprofundamento científico, é a sua divulgação na sociedade", defendeu.

"É isso que faz a diferença entre as nações. E o Presidente da República, que quer naturalmente um Portugal mais progressivo em termos do conhecimento, entende dever galardoar aqueles que tudo fizeram, tudo continuam a fazer e tudo farão para o avanço do conhecimento", acrescentou.

António de Vasconcelos Tavares, antigo diretor da Faculdade de Medicina Dentária de Lisboa, recebeu o grau de Grande-Oficial da Ordem da Instrução Pública. O chefe de Estado enalteceu os seus "anos de dedicação à causa académica, de dedicação científica, de dedicação pedagógica" e destacou a sua passagem pela liderança da Universidade de Lisboa.

A mesma condecoração foi atribuída a Luís Miguel de Oliveira e Silva, que preside ao Conselho Científico ao Departamento de Física do Instituto Superior Técnico. "Tem um percurso cientificamente notável no plano interno e internacional", considerou o Presidente da República, acrescentando que esta distinção "é um galardão à carreira passada, mas é um incentivo à carreira futura".

O matemático Eduardo Veloso, que foi dirigente da Associação de Professores de Matemática (APM), recebeu o título de comendador da Instrução Pública. Marcelo Rebelo de Sousa manifestou-se "muito impressionado" com a sua vida, "que só parcialmente conhecia", e elogiou sua "dedicação de muitas décadas" à pedagogia e à divulgação da matemática.

Lusa

  • Aluno abre fogo em escola brasileira, pelo menos dois mortos

    Mundo

    Um aluno de 14 anos disparou vários tiros esta sexta-feira numa escola particular, em Goiânia, no Brasil. De acordo com o Globo, dois estudantes morreram e outros quatro ficaram feridos com gravidade. O aluno do 8.º ano foi detido pelas autoridades.

  • Um morto e sete feridos em ataque com faca na Polónia

    Mundo

    Um homem atacou esta sexta-feira várias pessoas com uma faca, num centro comercial em Stalowa Wola, na Polónia. Segundo as autoridades, uma pessoa morreram e sete ficaram feridas. O atacante foi preso pela polícia, depois de ser detido por alguns cidadãos que estavam no centro comercial.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão