sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade no litoral até meio da manhã, com aumento temporário, durante a tarde, de nebulosidade nas regiões do interior Norte e Centro, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros dispersos.

Está também previsto vento fraco, soprando temporariamente moderado, do quadrante leste nas terras altas e na costa sul do Algarve até final da manhã e de noroeste no litoral a norte de Sines durante a tarde, possibilidade de ocorrência de neblina ou nevoeiro matinal no litoral e pequena descida da temperatura máxima no litoral oeste.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte e terras altas e vento fraco a moderado do quadrante norte, soprando moderado a forte nas terras altas até meio da manhã.

Para os Açores, a previsão aponta para céu geralmente pouco nublado, possibilidade de aguaceiros fracos e vento fraco a bonançoso.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 19 e 31 graus Celsius, no Porto entre 17 e 26, em Vila Real entre 20 e 36, em Viseu entre 21 e 36, em Braga entre 17 e 35, em Bragança entre 19 e 37, na Guarda entre 21 e 33, em Coimbra entre 16 e 31, em Castelo Branco entre 21 e 37, em Portalegre entre 22 e 36, em Santarém entre 16 e 36, em Évora entre 18 e 38, em Beja entre 20 e 36, em Faro entre 21 e 29, no Funchal entre 20 e 24, em Ponta Delgada entre 20 e 25, na Horta entre 20 e 27 e em Santa Cruz das Flores entre 20 e 25.

  • Bruno de Carvalho garante empenho do Sporting
    0:52

    New Articles

    Bruno de Carvalho diz que o Sporting continua empenhado apesar do momento que o clube atravessa. O presidente leonino discursou ao início da tarde no núcleo Leões da Madeira, no Funchal, onde o Sporting joga hoje com o Marítimo.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.