sicnot

Perfil

País

GNR deteve 42 pessoas na última noite, maioria por condução com álcool

A GNR deteve 42 pessoas em várias ações que realizou entre as 20:00 de sexta-feira e as 8:00 de hoje, em todo o país, a maioria por condução sob efeito do álcool.

Segundo a GNR, as ações tiveram como principais objetivo a prevenção e combate à criminalidade violenta e a fiscalização rodoviária.

Em comunicado, a GNR adianta que 17 pessoas foram detidas por condução sob o efeito do álcool, 11 por condução sem habilitação legal e uma por tráfico de estupefacientes.

Durante as operações, foram ainda apreendidas 321 doses de haxixe e uma arma de fogo.

A nível da sinistralidade, a GNR registou, neste período, 119 acidentes, dos quais resultaram um morto, um ferido grave e 51 feridos ligeiros.

Nas ações de fiscalização de trânsito, os militares detetarem 992 infrações, a maioria (456) por excesso de velocidade.

Das restantes infrações, 70 foram por condução com Taxa de Álcool no Sangue superior ao permitido por lei, 43 por falta de inspeção periódica obrigatória, 41 por uso indevido do telemóvel, 36 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou cadeirinha e 21 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC