sicnot

Perfil

País

GNR já registou 20 situações de burla com aluguer de casas de férias

Vinte situações de burla com o aluguer de casas de férias foram denunciadas à Guarda Nacional Republicana até dia 30 de junho, informou a GNR.

Em 2015, a Guarda Nacional Republicana (GNR) registou 143 crimes de burlas com o aluguer de casas de férias, 52 dos quais ocorreram no distrito de Faro, segundo uma nota divulgada.

Relativamente aos concelhos algarvios onde ocorreram os crimes, a GNR destaca os de Albufeira, Loulé e Portimão.

Os restantes crimes ocorreram nos distritos de Braga, Aveiro, Porto e Leiria. As situações foram detetadas no início das férias nos meses de junho, julho e agosto.

Ao referir que as burlas com o aluguer de casas de férias ocorrem, sobretudo, com anúncios de arrendamento de imóveis a preços apelativos publicados na internet, a GNR aconselha as pessoas a desconfiarem de anúncios com preços abaixo do valor praticado no mercado e a verificarem se a casa a alugar não está referenciada em burlas anteriores.

Apela ainda às vítimas de burla para que denunciem os crimes.

De forma geral, estes anúncios fornecem um número de telemóvel que só está disponível no primeiro contacto telefónico, no qual é solicitada a transferência bancária de um determinado montante como "sinal", refere a GNR, acrescentando que a vítima só se apercebe que foi burlada quando volta a contactar o mesmo número de telefone e verifica que deixou de estar ativo.

A vítima apercebe-se ainda de que foi burlada quando pretende recolher a chave da habitação ou quando chega à morada que lhe foi fornecida e constata que esta não existe.

Em 2015, a GNR registou 3.915 ocorrências de burlas, o equivalente a uma média de 327 por mês (ou 11 por dia). Os meses de julho e agosto foram os que registaram mais ocorrências. Perto de 40 por cento das burlas foram cometidas sem contacto presencial e grande parte respeitam a transações comerciais.

No que respeita às formas de contacto com a vítima, 1.592 burlas ocorreram através da internet (708 relacionaram-se com a compra ou venda de objetos e 112 com o aluguer de casas para férias), enquanto 1.300 foram cometidas através de contacto presencial.

Mais de duzentas burlas foram cometidas com recurso a telefone/telemóvel, 62 com recurso a carta e 45 através de anúncio em jornal, revista ou panfleto.

Lusa

  • Operação "Verão Seguro" junta PSP e GNR
    1:44

    País

    Já está em marcha a Operação Verão Seguro, que junta a PSP e a GNR no reforço do policiamento durante o período de férias.As autoridades alertam para os cuidados a ter em zonas de praia ou de acesso a transportes públicos e lembram que os cidadãos podem pedir proteção mais atenta para as próprias casas antes de viajarem.

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália, divulgaram os média locais citando as equipas de socorro. As autoridades italianas admitem a existência de cerca de 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • George H. W. Bush nos cuidados intensivos e mulher também hospitalizada

    Mundo

    O antigo Presidente dos Estados Unidos da América e a sua mulher estão hospitalizados em Houston, no Texas. George H. W. Bush foi admitido no sábado, devido a um problema respiratório derivado de pneumonia, enquanto Barbara Bush entrou esta quarta-feira no hospital, por sintomas de fadiga e tosse.

  • Nevão provocou corte de energia no centro dos EUA
    1:37

    Mundo

    Uma tempestade de neve no centro dos Estados Unidos da América provocou cortes no abastecimento de eletricidade, atrasos em voos e dificuldades na circulação rodoviária. Em Espanha, a descida das temperaturas levou à emissão de avisos em 30 províncias de norte a sul do país e deixou 27.700 alunos sem aulas em Valência.

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..