sicnot

Perfil

País

Sindicato diz que aumento da idade para a condução de autocarros põe em risco segurança dos passageiros

O Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes (Sitra) alegou esta segunda-feira que o aumento da idade máxima para a condução de autocarros, de 65 para 67 anos, atenta contra a segurança dos passageiros.

Em comunicado, o Sitra refere que o alargamento da idade máxima dos condutores de veículos pesados de passageiros "põe claramente em risco a segurança dos passageiros", sustentando que, "a partir dos 65 anos, as capacidades psicomotoras dos profissionais diminuem sistemática e substancialmente".

A alteração consta num decreto-lei publicado na sexta-feira, que condiciona o aumento, dos 65 para os 67 anos, da idade máxima para a condução de veículos pesados de passageiros e mercadorias à aptidão física, mental e psicológica do condutor.

Na nota de imprensa, o sindicato, afeto à UGT, considera "inadmissível que o Governo tenha avançado de forma unilateral para a revisão de uma matéria tão importante e estruturante da vida profissional e pessoal dos motoristas, sem ter aberto um processo negocial com vista a integrar e a salvaguardar os interesses dos trabalhadores e dos utentes".

À Lusa, o secretário-geral do Sitra, Sérgio Monte, apontou que a profissão de motorista tem "um desgaste rápido", pelo que, no limite, a idade máxima de condução deveria ser mantida nos 65 anos.

No comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes defende, ainda, que o decreto-lei, que altera o Código da Estrada, "deixa sérias dúvidas sobre qual a proteção social a que os motoristas, que aos 65 anos forem considerados inaptos para desempenhar as suas funções, têm direito".

Lusa

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.