sicnot

Perfil

País

Armazenamento de água em julho desceu em todas as bacias hidrográficas

(Lusa/Arquivo)

NUNO VEIGA

A quantidade de água armazenada em julho em Portugal continental desceu em todas as bacias hidrográficas, relativamente ao mês anterior, de acordo com o Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH).

Segundo o boletim de armazenamento de albufeiras do SNIRH, hoje divulgado, no último dia de julho, comparativamente a igual período do mês anterior, das 60 albufeiras monitorizadas, 24 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e sete têm disponibilidades inferiores a 40%.

Os níveis mais elevados de armazenamento de água em junho de 2016 ocorreram nas bacias do Tejo (84,8%), Douro (82%), Lima (81%), Mondego (80%), Guadiana (78,6%), Cávado (78,4%), Mira (70%), Barlavento (69,9%), Oeste (64,1%), Ave (63,5%), Arade (53,8%) e Sado (38,9%).

O SNIRH indica que os armazenamentos de julho de 2016, por bacia hidrográfica, apresentaram-se superiores às médias dos valores do mesmo mês nos períodos de 1990/91 a 2014/15, exceto para as bacias do Sado, Mira e Ribeiras do Algarve.

A cada bacia hidrográfica pode corresponder mais do que uma albufeira, segundo o SNIRH.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38