sicnot

Perfil

País

Falha do Ministério Público adia julgamento dos quatro argelinos

Falha do Ministério Público adia julgamento dos quatro argelinos

São ouvidos hoje por um juiz os quatro argelinos detidos por invadirem a pista do aeroporto de Lisboa. O julgamento sumário foi adiado para hoje devido a uma falha do Ministério Público. A acusação de atentado à segurança em transporte aéreo foi formulada sem a presença dos advogados dos arguidos.

  • OSCOT diz que houve falha de segurança no aeroporto de Lisboa
    1:52

    País

    O presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT) e o sindicato dos funcionários do SEF não têm dúvidas que ocorreram falhas de segurança no caso dos argelinos, que invadiram a pista do Aeroporto de Lisboa. Vozes que contrariam a ministra da Administração Interna, que disse não ter havido falha de segurança. Os quatro argelinos arriscam oito anos de cadeia, por um crime de atentado à segurança de transporte por ar.

  • Argelinos detidos no aeroporto presentes a juiz de instrução criminal
    2:06

    País

    Os quatro argelinos, detidos depois de terem invadido a pista do aeroporto de Lisboa, estão no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa para serem presentes ao juiz. Os homens estão indiciados por atentado à segurança no transporte aéreo e violação das comunicações aeroportuárias. As autoridades afirmam que nenhum dos detidos tem qualquer ligação a grupos terroristas.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.