sicnot

Perfil

País

Oito distritos sob aviso amarelo devido ao tempo quente

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Oito distritos de Portugal continental vão estar a partir das 10:00 de hoje sob Aviso Amarelo devido à previsão de tempo quente, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o Instituto, os distritos de Braga, Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja vão estar sob Aviso Amarelo entre as 10:00 de hoje e as 22:00 de quarta-feira devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima.

O Aviso Amarelo é o terceiro mais grave numa escala de quatro e significa "risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

O Instituto prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, vento em geral fraco predominando do quadrante norte, soprando moderado de noroeste no litoral oeste, em especial durante a tarde e a norte do Cabo Raso, e de nordeste até ao início da manhã nas terras altas do interior norte e centro.

A previsão aponta ainda para uma pequena subida da temperatura mínima nas regiões do interior e subida da máxima.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 17 e 32 graus Celsius, no Porto entre 15 e 27, em Vila Real entre 17 e 34, em Viseu entre 18 e 35, em Bragança entre 16 e 35, na Guarda entre 17 e 33, em Coimbra entre 14 e 32, em Castelo Branco entre 21 e 37, em Portalegre entre 20 e 36, em Santarém entre 15 e 35, em Évora e Beja entre 16 e 37 e em Faro entre 20 e 30.

Lusa

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15