sicnot

Perfil

País

Radiação solar no verão aumenta risco de lesões nos olhos

© Eliseo Fernandez / Reuters

​A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) alertou hoje para os riscos da radiação solar no verão, que pode causar lesões na córnea e retinopatia se os olhos não forem devidamente protegidos.

"No verão, o reflexo da luz solar na areia e na água pode desencadear lesões na córnea e a observação direta do sol pode provocar retinopatia solar", afirma a SPO, alertando para a importância de proteger os olhos da luz solar.

Com o aumento dos índices de raios ultravioleta (UV) e a maior exposição à radiação solar os olhos ficam particularmente expostos a certos agentes agressores, acrescenta.

"Em casos extremos pode haver um sério compromisso da função visual", explica Rita Flores, oftalmologista e secretária geral da SPO.

Além do risco de lesões na córnea e de retinopatia solar (queimadura na macula), "a radiação UV pode propiciar o aparecimento de catarata, desenvolvimento de tecidos anómalos na superfície ocular como os pterígios e neoplasias malignas", acrescentou a especialista.

Segundo a médica, todas as pessoas estão suscetíveis aos danos que a radiação UV pode provocar, mas as crianças, indivíduos de pele clara e pessoas com certas doenças oculares, como as distrofias retinianas, são particularmente vulneráveis.

Entre os conselhos da SPO para proteger a visão, contam-se o uso de chapéu e a óculos de sol com filtros adequados, uma alimentação rica em ómega 3 e uma hidratação adequada, bem como lavagem dos olhos com soro fisiológico no caso de agressão por grãos de areia.

A SPO alerta ainda para que se evite o uso excessivo de ar condicionado, assim como de computador ou tablet, porque diminuem a produção de lágrima e aumentam o olho seco, e recomenda o uso de óculos de natação nas piscinas para evitar lesões que possam ser causadas pelo cloro.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00

    Reportagem Especial

    Todos os anos, o Estado gasta centenas de milhões de euros para financiar os meios de combate aos incêndios. A reportagem especial da SIC denuncia falta de rigor e clareza em muitos dos negócios.

  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.