sicnot

Perfil

País

Armação de Pêra com lugares marcados de madrugada

Armação de Pêra com lugares marcados de madrugada

Um vídeo colocado nas redes sociais fez estalar uma polémica antiga sobre a marcação de lugares na praia de Armação de Pêra. Há quem critique quem deixa o chapéu de Sol montado sem estar na praia, mas também há quem aponte o dedo ao tamanho das concessões que limitam o espaço disponível no areal.

Ainda a manhã mal começou e parte do areal já tem dono. Os chapéus montados e as toalhas estendidas são deixados muito cedo para marcar lugar, uma estratégia que se repete há anos, mas que incomoda alguns banhistas.

A meio do dia, no pico do verão, há banhistas que aguentam de pé, por falta de espaço para estender a toalha.

O areal cada vez mais curto, leva a que alguns questionem os critérios para o tamanho das concessões que, legalmente, podem ocupar metade da frente de praia.

A Capitania esclarece que as concessões são definidas nos planos de ordenamento da orla costeira e o seu tamanho varia de ano para ano, consoante a alteração da praia e das correntes.

Em casos extremos, os concessionários são obrigados a abdicar de parte do espaço a que têm direito. O oposto também acontece e por isso a Autoridade Marítima fiscaliza no inicio e ao longo da época balnear muitas destas estruturas.

Os concessonarios abordados pela SIC não quiseram falar, mas admitem que em Armação de Pêra a falta de espaço também se sente nas zonas pagas. A maior parte dos toldos é alugada com meses de antecedência e por toda a temporada, como mostram as cadeiras amarradas a cadeado e deixadas na praia de uns dias para os outros.

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Depois do Fogo
    23:30
  • "A culpa morre sozinha?"
    0:41

    Opinião

    Luís Marques Mendes não acredita que o Ministério Público não formule uma acusação de homicídio por negligência e que não haja demissões na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. O comentador da SIC debateu o tema este domingo no Jornal da Noite da SIC.

    Luís Marques Mendes

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.