sicnot

Perfil

País

Marcelo recusa fazer juízos sobre a política interna do Brasil

O Presidente da República português recusou fazer juízos sobre a política interna do Brasil, sublinhando desejar que aquele país seja "feliz na sua democracia" e elogiando a organização dos Jogos Olímpicos Rio de Janeiro2016.

Marcelo Rebelo de Sousa será recebido pelo presidente interino do Brasil, Michel Temer, juntamente com todos os outros chefes de Estado que se encontram no Rio de Janeiro para a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos, numa receção no Palácio do Itamaracy, na sexta-feira, foi hoje divulgado pela Presidência da República.

"O chefe de Estado português não formula juízo sobre a política interna de outros Estados, menos ainda de um Estado irmão, aquilo que permanentemente deseja é que esse Estado irmão seja feliz na sua democracia, como Portugal quer ser feliz na sua democracia", declarou o Presidente quando questionado sobre o momento político brasileiro.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Rio de Janeiro, a bordo do navio-escola Sagres, após a cerimónia de entrega da bandeira nacional ao atleta João Rodrigues, o porta-estandarte na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos.

Interrogado sobre se evitou encontros políticos nesta viagem, Marcelo Rebelo de Sousa reiterou: "um chefe de Estado estrangeiro deve evitar envolver-se na política interna de outro Estado e, nesse sentido, deve contribuir para aquilo que é fundamental - criar proximidade entre as nações".

O Presidente da República fez muitos elogios à organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro2016 e sublinhou que, "neste momento, a relação entre Brasil e Portugal não podia ser melhor".

"Ao longo dos anos, da democracia portuguesa e da democracia brasileira, foi possível estreitar laços. Recordo pessoalmente ter vindo como professor de Direito discutir a Constituição democrática portuguesa de 1976 quando o Brasil preparava a sua Constituição democrática de 1988", declarou.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que "o desempenho do Brasil tem sido excecional na organização e no acolhimento destas olimpíadas".

"O Brasil superou as expectativas, ultrapassou as dúvidas e está acolher delegações de todo o mundo e a transformar estas olimpíadas num momento único, num momento inesquecível", frisou.

O Presidente defendeu que, independentemente das medalhas que os dois países possam ganhar, há "uma realidade que será sempre vencedora -- ter sido possível ter os primeiros jogos olímpicos num estado falando a língua portuguesa".

"Ser este Estado, o Brasil, que é já uma potência mundial, é um motivo de alegria, de orgulho, para nós portugueses e tenho a certeza de que para todos os que integram a comunidade falante do Português", defendeu.

O Presidente da República considedou que ao longo da "vivência das duas democracias o relacxionamento pessoal, cultural, político, económico e social têm sido o melhor".

"Prova disso, é o peso da comunidade brasileira em Portugal, a maior comunidade não portuguesa em território português, prova disso é o aumento de pedidos de nacionalidade portuguesa por irmãos brasileiros nos últimos anos", ilustrou.

Marcelo Rebelo de sousa enfatizou também o relacionamento cultural entre os dois países que se manifestará na maior presença portuguesa de na Bienal de São Paulo que se realiza em setembro.

O chefe de Estado apontou também para o relacionamento comercial entre os dois países e para o facto de "Portugal ser um embaixador e defensor do acordo com a União Europeia e o Mercosul.

Lusa

  • Cardeal George Pell acusado de abuso sexual de menores na Austrália

    Mundo

    O cardeal George Pell, que dirige a Secretaria da Economia do Vaticano, foi hoje acusado de crimes de abuso sexual de menores na Austrália e intimado a comparecer em tribunal dentro de dias, anunciou a polícia. George Pell, o principal conselheiro financeiro do Papa Francisco e o mais alto representante da Igreja católica na Austrália, é o mais alto membro do Vaticano a ser formalmente indiciado por crimes relacionados com abuso sexual de menores.

  • "Foi o momento mais difícil da minha vida", disse a ministra emocionada
    3:24
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35

    País

    A Força Aérea portuguesa é a única força militar, para além da norte-americana, que pode mexer em praticamente todo o motor de um caça F-16. Na base aérea de Monte Real há uma fábrica de caças que pode levar o país a comprar mais aviões às peças, para revender a outras forças militares.

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Violência volta às favelas do Rio de Janeiro
    3:21

    Mundo

    As favelas do Rio de Janeiro voltaram aos níveis de violência dos anos 90. A cidade de Deus foi uma das favelas pacificadas que voltou a registar tiroteios diariamente, os moradores falam de situações de trauma e do medo das crianças.

  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Cão corre os EUA a entregar águas aos árbitros em jogos de basebol
    0:20